Re: Re:[cevmkt-L] clube procurador

To: cevmkt-L@xxxxxxxxxxxxxxxxxx
Subject: Re: Re:[cevmkt-L] clube procurador
From: "Fábio" Aguiar <fabioluiz_fef@xxxxxxxxx>
Date: Thu, 23 Oct 2003 12:36:26 -0700 (PDT)
Caro Luiz Velosor
> Vamos por partes.
> Um jogador das divisões de base dos clubes
> brasileiros sempre recebeu algum
> tipo de ajuda de custo monetária e toda as condições
> para se desenvolver
> enquanto atleta e pessoa.
Posso dizer que aí encontra-se a primeira
irregularidade, pois todos aqui devem saber da
existência do ECA, Estatuto da Criança e Adolescente,
que não permite trabalho de crianças ou adolescentes,
portanto se os clubes os remuneram, começam aqui
demonstrar ilegalidades incompatíveis com uma empresa
ou instituição de respeito.
Vc sabia que há um setor nas divisões de base
> destes clubes que prestam assistência às suas
> famílias? Os profissionais dos
> clubes são responsáveis pela solução de dilemas
> familiares, de pais
> alcoólatras, mães solteiras, irmãos marginais, pais
> desempregados, irmãs
> grávidas prematuramente...Este é o mundo real que
> cerca a grande maioria
> desses meninos. E, convenhamos, na verdade este
> suporte e mais o
> acompanhamento nutricional, de assistência médica,
> educacional, valem tanto
> ou mais do que um salário para um adolescente que
> ainda engatinha nesta
> profissão.
OK, então está certo, mas me diga uma coisa, quantos
clubes fazem isso, 10, sendo muito otimista 20, e
quantos clubes tem equipes de categoria de base e que
não fazem nada além de simplesmente dar um alojamento
e de distanciar o adolescente do seu convívio social,
só para esclarecimento nem durante o cumprimento de
decisão judicial ele pode estar distante da família,
mas muitos clubes fazem isso nome do "sucesso" da
"fortuna" que eles podem atingir quando adultos. Que
as famílias deles são problemáticas, acredito que
realmente o sejam, mas devemos lembrar que nosso país
tem taxas de IDH péssimas, condições de Educação
piores ainda, não tem acesso a benefícios da saúde, a
taxa de desemprego é de cerca de 20% dos trabalhadores
ativos, portanto fazer da miséria alheia um escudo
para defender interesses extrativistas, é um discurso
no mínimo aproveitador, dizer que os clubes mantém
departamentos para amparo para as famílias dos
jogadores chega a ser um abuso, temos um caso
famosíssimo, do DENER, que amparo que os clubes deram,
mas também podemos pensar, caso um dos adolescentes
que estejam jogando se machuque, ou brigue com o
técnico e esse o resollva dispensar, qual será o
amparo que o clube o dará a partir de então?
> Há pelo menos 30 anos é assim que funciona o
> Flamengo e o Vasco, por
> exemplo. Ou como Zico e Roberto se transformaram em
> craques e HOMENS? Todos
> conhecem o trabalho profissional e atencioso que o
> Flamengo realizou com
> Zico transformando um menino franzino e frágil
> fisicamente em um verdadeiro
> atleta.
Então indo n contra-mão da Sociologia do Esporte, nba
qual Erik Dunning e Norbert Elias, além de José Maria
Cagigal , demonstram que o Esporte por si não forma ou
determina caráter algum você irá afirmar isso, não
posso compactuar com essa declaração e me calar, isso
é horrendo, pois não é a verdade, mas o censo comum
apoiado pela mídia que tanto explora o Esporte
Profissional a todo custo querem que permaneça.
> Evidentemente neste período as relações trabalhistas
> tinham que ser
> modificadas, a profissionalização se aprofundou, mas
> as últimas mudanças
> atenderam a outros objetivos e, principalmente
> fragilizaram os clubes.
Será que você pode realmente dizer que os clubes
ficaram fragilizados após a mudança da Lei? Então
podemos dizer que até a Lei Pelé os clubes Brasileiros
eram Ricos, e que a Libertação dos Atletas foi quem os
prejudicou? O Sr sabe, eu sei, qualquer um sabe, que
não foi isso, quantos clubes do Interior, por exemplo
o Bragantino, foi Campeão Paulista e Vice Brasileiro,
sendeu diversos jogadores, isso no início da década de
90, e depois? investiu? no que? Portanto dizer que a
estrutura fraudulenta, perniciosa e viciada em que
vivia e vive o Futebol "Profissional" brasileiro é
por culpa da liberdade é uma mentira.
> Erich, se o Chico Buarque e o Caetano Veloso têm
> seus agentes que cuidam de
> seus contratos com as TVs, gravadoras, editoras e
> patrocinadores, vc acha
> que um rapaz humilde descendente de alguém
> provavelmente ainda mais
> limitado, têm condições de negociar adequadamente
> seus direitos?
Porque não? pode ser que em um primeiro momento não o
tenha, mas após isso pode ser que tenha, desenvolva,
aprenda, procure o que é melhor para si, ou o Sr
acredita que a Saberia está somente no ensino Formal?
ou que todos os pobres sejam burros? Cuidado pois seu
preconceito pode ser sua ruína.
> E não é verdade que os procuradores sempre existiram
> nas categorias de base.
> Há menos de quatro anos, um jogador de juniores
> ainda não tinha procurador.
> Muitos só buscavam este suporte na hora de fazer o
> primeiro contrato
> exatamente por terem noção de suas limitações e de
> seus parentes próximos
> para aquele momento.
Ou porque os técnicos só os escalariam se tivessem
aquela procuração, conheço diversos casos em que
jogadores muito hábeis e inteligentes que deixaram de
ser profissionais por esse motivo, até mesmo na Eutopa
lhe digo, se não tiver acordo com o técnico não
adianta nada levar um bom jogador pois esse não será
escalado.
> Outra coisa diversa e condenável é a participação
> inadequada destes
> procuradores no mercado de compra e venda de
> jogadores. Mas quem agravou
> este problema foi a legislação atual, foi a tal
> modernidade, o fim da
> escravidão..
Vai me dizer que nunca houve empresários, ntão os
recordo o escandalo da Venda do Souza do Corínthians
para o São Paulo em 98, em que ficou provado que
diretores dos dois clubes e empresários ganahram mais
de R$2000000,00 no superfaturamento da compra, o
França que desde 1997, quando surgiu tinha um pool de
empresários que eram "DONO" de uma pessoa, aliás de um
jogador, pois na configuração que vc destina jogador e
pessoa são coisas distintas. Então podemos lembrar do
Rivelino, lembram o que aconteceu com ele na Arábia
com o Sheik, que jurou que este nunca mais jogaria?
> O esporte profissional americano, basicamente
> assentado em atletas com
> origem universitária,
Então vc afirma que em todas as ligas até nas menores
como a CBA, por exemplo, quem conhece lá sabe que não
é assim.
é a origem dos agentes de
> atletas. Ora, meu caro, se o
> Michael Jordan e o Larry Bird nunca abriram mão de
> seus procuradores, como
> pedir isto a um jovem jogador de futebol nascido na
> periferia das grandes
> cidades brasileiras?
É verdade né! Quem estes cucarachos pensam que são,
parece até que são gente? pordoe-me, mas seu
preconceito com os pobres e moradores da periferia é
horrível.
> Por fim, os procuradores continuam intermediando
> transferências de atletas,
> mesmo com o fim do passe, e de maneira reconhecida
> até pela Fifa. 
Por favor me responda, desde de quando Juan Figer
atua no Futebol?
E isto não
> é necessariamente negociata.
Um abraço a todos e espero naõ ter sido ríspido e nem
grosseiro mas quero que todos saibam que todos tem o
direito de governar seus destinos, até mesmo os
miseráveis que moram nas periferias e que tem pais tão
ignorante quanto eles
FÁBIO AGUIAR
__________________________________
Do you Yahoo!?
The New Yahoo! Shopping - with improved product search
http://shopping.yahoo.com

© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.