Re: [cevmkt-L] A Opinião de Zico

To: <cevmkt-L@xxxxxxxxxxxxxxxxxx>
Subject: Re: [cevmkt-L] A Opinião de Zico
From: "Luis Filipe Chateaubriand" <lfchateaubriand@xxxxxxxxxx>
Date: Sat, 27 Sep 2003 08:08:59 -0300
Acho que a NBA deveria ter duas chaves, a conferência leste e oeste, como é.
Na leste, todos jogariam entre si em turno, returno e pontos corridos. Idem
na oeste.
O campeão da leste e o campeão da oeste fariam a grande finalíssima, em
melhor de sete jogos.
Abs,
LF
----- Original Message -----
From: "Felipe Soalheiro | SportBiz Online" <sportbiz@xxxxxxxxxxxxxxx>
To: <cevmkt-L@xxxxxxxxxxxxxxxxxx>
Sent: Monday, October 06, 2003 1:17 AM
Subject: Re: [cevmkt-L] A Opinião de Zico
LF,
Pra encurtar, gostaria muito de saber sua opinião sobre a NBA vista como
negócio, sob a ótica de seu sistema de disputa.
Abraço,
Felipe Soalheiro
----- Original Message -----
From: "Luis Filipe Chateaubriand" <lfchateaubriand@xxxxxxxxxx>
To: <cevmkt-L@xxxxxxxxxxxxxxxxxx>
Sent: Friday, September 26, 2003 12:37 PM
Subject: [cevmkt-L] A Opinião de Zico
Amigos:
O meu novo livro conta com um prefácio que só me dá orgulho: o de Zico, o
maior jogador que já vi em ação.
Visitando o site dele, encontrei o artigo abaixo. Como vemos, o moço não é
craque apenas nas quatro linhas...
Abs,
LF
Fórmula mágica
Acompanho à distância a discussão sobre o sistema de disputa do Campeonato
Brasileiro. Agora, com a disparada do Cruzeiro na liderança, a polêmica
tende a aumentar. Independentemente da opinião que você tenha sobre o
assunto, uma coisa é certa: a competição mais importante do futebol
pentacampeão mundial jamais conseguiu repetir sua fórmula de disputa por
dois anos. Inadmissível que um país vitorioso como o nosso dentro de campo
ainda não tenha se organizado fora dele a ponto definir o melhor sistema.
A verdade é que o campeonato deste ano já nasceu errado. Parece até que eles
queriam causar a situação que estamos vendo hoje como forma de mostrar que
''pontos corridos'' não é o melhor caminho. Considero essa a melhor
alternativa, a que é adotada nos grandes campeonatos, mas note que em nenhum
lugar do mundo há 24 clubes disputando turno e returno. O erro está aí e não
na fórmula que vem sendo criticada. Talvez eles esperassem uma fórmula
mágica para tornar interessante e competitivo um campeonato inchado de
clubes. Fica difícil!
Oportunidades para experimentar sistemas nunca faltaram, inclusive com a
ajuda das competições sul-americanas. Temos a Copa do Brasil, por exemplo,
que é no ''mata-mata''. Os regionais têm chaves, turnos, enfim, todos os
testes nós fizemos. A competição mais importante do país, na minha opinião,
tem que ser assim como é, turno e returno, e quem fizer mais pontos é o
campeão. Mas é fundamental que haja um número máximo de 18 clubes. Isso para
premiar a melhor equipe, dando a oportunidade de se jogar dentro e fora de
casa. Dessa forma haveria possibilidade de todos lutarem pelo título. A
única observação a ser feita nesse sistema é que um clube pode precisar de
um ponto no final campeonato para garantir uma vaga na Libertadores, por
exemplo, e o outro de um pontinho para não ser rebaixado, e aí ninguém
arrisca nada. Fica aquele jogo de comadres. Essa situação pode, inclusive,
tirar a credibilidade das competições. E já aconteceu situação assim na
Itáia e até em Copa do Mundo.
Mas, tudo bem. Se os dirigentes, patrocinadores e o público quiserem mesmo
fazer um sistema em que haja a decisão, então eu sugiro os moldes da
J-League. Depois de jogar vários campeonatos e assistir a um monte deles, eu
vejo que aqui encontraram a fórmula mais simples e mais fácil. Turno e
returno, o campeão de cada turno decide o título. Apenas para efeito de
rebaixamento vale o somatório de pontos dos turnos. Os japoneses ao longo
dos anos foram aperfeiçoando esse modelo, que tem ainda um detalhe
importante. Como não há empate na classificação, o primeiro critério é o
saldo de gols. Ou seja, aquele golzinho que você fez na primeira rodada pode
te dar o título no final. Você precisa jogar sério do início ao fim. Pronto.
Não precisa de mais nada.
Com essa receita simples, a J-League deste ano está muito equilibrada. O
primeiro turno se decidiu no finzinho, com quatro times brigando. Nesse
momento, passadas oito rodadas do returno, quatro equipes já estiveram na
liderança e sete dos 16 times brigam pelo título. É difícil um time disparar
e há chance de recuperação quando o começo é ruim. Por outro lado, lá
embaixo tem quatro tentando escapar do rebaixamento. Caem dois. Então está
quase todo mundo lutando por alguma coisa.
A questão no Brasil é que, se o sistema for justo, se premiar o mais
regular, os clubes vão precisar estar bem organizados. Os dirigentes terão
que planejar melhor em vez de contratarem jogadores às vésperas da
competição ou mesmo com ela em andamento. Esse é ponto. Exatamente por isso
o Rio vai mal neste Brasileiro. É fundamental deixar bem claro que a fórmula
nada tem a ver com o triste desempenho de Flamengo, Vasco e Fluminense. Em
qualquer sistema de disputa os times do Rio estariam dando vexame. Botafogo
e Fluminense já foram rebaixados e não foi com pontos corridos! Mas,
infelizmente, a bagunça é quase generalizada no nosso país. Veja o que
fizeram com as competições locais. Conseguiram tirar o que há de mais
importante no futebol que é a rivalidade. Os times não se enfrentam mais.
Com esse Brasileiro longo, um Fla x Flu fica perdido e não vale muito. São
poucos jogos. Você fica sem ter com quem brincar na esquina, no bar. Resta
ao torcedor, no caso o Carioca, ironizar o desempenho do rival. Fala-se
muito em calendário para o futebol brasileiro. Falta vontade, mas não parece
difícil fazer a coisa funcionar. Acho que poderíamos ter um Estadual mais
curto com turno único de 11 rodadas, todo mundo se enfrentando e uma
decisão. Manteria assim a rivalidade local. Torneios regionais, como Rio-São
Paulo, poderiam existir, mas só com quatro times de cada estado. Curtinhos
também. O Campeonato Brasileiro, como já disse, seria com 18 clubes. Já a
Série 'B' com 24 no máximo, subindo dois. E a Série C regional para reduzir
custos. Os times seriam divididos em quatro regiões e os campeões subiriam
para a 'B'.
Pare para pensar um pouco. Se a segundona deste ano está forte, imagine com
esses seis clubes da série 'A'! Certamente teríamos campeonatos mais
rentáveis, jogadores motivados pensariam duas vezes antes de abandonar o
barco para ir jogar fora e o público responderia nas arquibancadas. Não é
preciso buscar fórmula mágica, basta bom senso e, acima de tudo, vontade de
fazer.
É isso aí. Até a próxima semana!
[As partes desta mensagem que não continham texto foram removidas]
IV Forum Olimpico: 15-18/10/2003
http://www.facosfacad.com.br/forumolimpico/
SAIR DA LISTA: msg em branco para
cevmkt-L-unsubscribe@xxxxxxxxxxxxxxxxxx
MODO DE USAR: http://www.cev.org.br/listas/dicas.htm
Seu uso do Yahoo! Grupos é sujeito às regras descritas em:
http://br.yahoo.com/info/utos.html
IV Forum Olimpico: 15-18/10/2003
http://www.facosfacad.com.br/forumolimpico/
SAIR DA LISTA: msg em branco para
cevmkt-L-unsubscribe@xxxxxxxxxxxxxxxxxx
MODO DE USAR: http://www.cev.org.br/listas/dicas.htm
Seu uso do Yahoo! Grupos é sujeito às regras descritas em:
http://br.yahoo.com/info/utos.html
<Anterior em Tópico] Tópico Atual [Próximo em Tópico>

© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.