Re: [cevmkt-L] Nem tanto ao céu, nem tanto à terra

To: <cevmkt-L@xxxxxxxxxxxxxxxxxx>
Subject: Re: [cevmkt-L] Nem tanto ao céu, nem tanto à terra
From: "Felipe Soalheiro | SportBiz Online" <sportbiz@xxxxxxxxxxxxxxx>
Date: Fri, 3 Oct 2003 17:41:38 -0300
LF,
Vou contra-argumentar também, por que assim como o Luiz Veloso, eu também
sou um ferrenho defensor dos playoffs, a fórmula que previlegia a emoção em
detrimento da razão. (Apesar de achar que precisávamos sim testar os pontos
corridos, por pelo menos 3 ou ao menos 2 campeonatos).
Vou ponto por ponto:
> 01) Acho que o torcedor brasileiro, como o brasileiro em geral, é muito
> imediatista. Ele pensa: "na fase classificatória, se tiver vem, eu vou em
> alguns jogos; eu vou mesmo é na fase final, se meu time for para os
> playoffs". É algo ruim, que se deve evitar. Há potencial para venda de
> carnês? Há. Mas me parece que no pontos corridos todos os jogos valem,
assim
> a venda de carnês é mais natural.
Eu acho que o torcedor é assim: meu time está bem, ganhou as últimas duas
partidas, vou para o jogo. Sério. Seco assim. Duas vitórias, a torcida já se
assanha. E acho meio furada essa estória de que nos pontos corridos todos os
jogos valem. Será que Vitória x Corínthians, Goiás x Bahia, Flamengo x
Paraná (que acontecem neste fim-de-semana) não valeriam bem mais se 8 times
se classificassem?
> 02) Pelo fato de termos por aqui cerca de 15 clubes com porte para
disputar
> o título, acho que isso isso motiva um campeonato de pontos corridos. É só
> limitar os participantes a 20 clubes, classificar os cinco primeiros à
> Libertadores e rebaixar à segundona os cinco últimos. Há motivação para
> todos durante toda a duração do certame.
Motivação de torcedor é boa campanha, é o que eu penso. É seu time ter
chances reais de chegar a algum lugar. Acho que isso é mais um ponto a favor
dos playoffs.
> 03) A antiga fórmula do Carioca, com os vencedores de primeiro e segundo
> turno fazendo a final, também me parece interessante. Mas ainda defendo o
> pontos corridos, por manter os clubes em atvidade durante toda a
temporada.
> Agora, o fato de preferir o Brasileiro em pontos corridos NÃO quer dizer
que
> ache que as outras competições também devem ser realizadas na consagrada
> fórmula.
Concordo, mas no Brasileiro não gostaria de ver uma SuperFinal, só entre
dois times. Acho que os playoffs, no melhor estilo NFL e NBA (as duas ligas
esportivas mais bem-sucedidas do mundo), são a melhor solução.
> 04) Jogos às quatro da tarde, em domingos, têm bom potencial para ser
> vendidos para a Europa. Agora, tenho certeza que um bom trabalho poderia
> resultar em comercialização para o Oriente e para os EUA. O problema é que
o
> Marcelo Campos Pinto parece biruta de aeroporto: vai ao sabor do vento,
> mudando de lado a toda hora...
Acho que enquanto a situação econômica do país for a que é, e a lei do passe
só beneficiar os empresários, não há nem como pensarmos em exportar um
produto que nem mesmo no Brasil é sucesso. Precisamos de mais e melhores
craques nos nossos times, estádios mais seguros, mais festa mais emoção. O
Brasileiro precisa antes despertar interesse dos brasileiros, para depois
pensarmos em dinheiro de verdade, vindo da venda de direitos de transmissão
para a Europa. nõa estou dizendo que isso não deve ser feito, mas só acho
que os valores pagos serão irrisórios.
Abraços,
Felipe
<Anterior em Tópico] Tópico Atual [Próximo em Tópico>

© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.