[Cevmeef-L] Nao sou porra louca

To: cevmeef-l@xxxxxxxxxx
Subject: [Cevmeef-L] Nao sou porra louca
From: Poliana Martins <polycm@xxxxxxxxxxxx>
Date: Tue, 12 Feb 2002 23:49:40 -0300 (ART)
Companheiros do MEEF
Meu nome é Poliana, estudo EF na UFG, faço parte da
EXNEEF como uma dos coordenadores da regional V (tem
mais o Gugu e o Guedes). Atualmente não tenho acesso a
internet diariamente, por este motivo, não me
pronunciei antes sobre o debate que este rolando nesta
lista. E na última semana meu celular não estava
funcionando.
Gostaria de comecar reafirmando que esta lista e
realmente um espaço aberto para as pessoas se
posicionarem e exporem o que pensam. Exatamente por
este motivo é que este espaço e tao rico. Entretanto,
ele não é neutro, pois atraves de nosso discurso fica
claro qual o projeto de sociedade sustentamos. Por
isso, esta lista deve ser palco de discussão e debate
sobre qual o tipo de sociedade que queremos construir.
Diante do exposto, gostaria de fazer algumas
consideracoes sobre o debate sobre o CONFEF.
No domingo, dia 03/02, consegui falar com a Fabianne e
fiquei sabendo do que estava acontecendo na Fafich.
Entrei no primeiro ônibus que tinha e fui para la
ajudar a construir a sociedade que eu acredito.
Inclusive, a Fabianne tem sim conhecimento para ir
para uma mesa discutir o CONFEF. Ela me ajudou a
montar a minha fala e fez intervenções importantes
durante o debate. Quero esclarecer que procuramos
trabalhar com a perspectiva da cooperação e
solidariedade, e que não existe um ser ilumidado que
da conta de todas as discussões e detem todo o
conhecimento. Nos construimos a luta e o conhecimento
juntos, no dia a dia. E, se não estamos dando conta de
fazer mais passadas em escolas e pura e simplesmente
por causa dos limites financeiros, pois muitas viagens
tem que ser bancadas com nosso dinheiro. (não ganhamos
diária, como os conselheiros do CONFEF) No decorrer
deste e-mail vou contar para vcs um pouco do que foi o
embate com o CREF 7 e vou respondendo o e-mail da
Marcela.
A Marcela (UFC) nao sabe porque existe tanta revolta
quando nos referimos ao pessoal do CONFEF e do CREF7,
entao eu vou contar pra ela por que. Primeiro Marcela,
o processo de regulamentação foi um processo truncado,
enfiado goela abaixo da maioria dos professores de
educação física que nem sequer tomaram conhecimento do
conteúdo da lei e de como ela iria modificar sua vida.
Tanto isto e verdade que hoje o que temos visto e o
pessoal do CONFEF/CREF?s correndo atrás de
oportunidades para falar da tal lei, porque ninguém
conhece, pois ela foi feita a revelia da categoria que
não foi consultada nem participou deste processo. A
regulamentação foi um processo articulado em
bastidores, com lideres de partidos no congresso, sem
amplo debate com o coletivo de professores de EF.
Aqueles que tentaram debater e se opuseram a ela foram
chamados de ?reacionários?, pessoas que não queriam
ver a ?educação física crescer?. Inclusive, este foi
um dos argumentos do CREF7, para eles a luta pela
regulamentação é uma luta que acontece desde a decada
de 30, desde a fundacao da priemira escola de EF do
Brasil. Segundo eles a luta pela regulamentação se
confundiria com a história da EF no Brasil. ISTO NÃO E
VERDADE! Houveram outros momentos em que se batalhou
pela regulamentação da EF, mas com características bem
distintas do processo que aconteceu nas décadas de 80
e 90.
Um outro equivoco que foi colocado pelo CREF 7 na
palestra, é que a regulamentação garantiu o campo de
trabalho não formal para os professores de EF. ISTO
TAMBEM NÃO E VERDADE! A partir da década de 70 houve
um amplo processo de esportivização da sociedade, com
um crescente culto ao corpo incentivado pela mídia
dentre outros. Estes processos levaram a criação do
dito mercado não formal na área de EF (não foi a
regulamentação da profissão que fez isso). Concordo
com o Luis quando ele fala que não e só porque eu fiz
um curso superior que tenho mais direito de trabalhar
que os outros, por isso acredito que não devemos ter
reserva de mercado. Acredito que não devemos segmentar
a luta dos trabalhadores, para lutar a penas pela
minha categoria. Esta é a lógica do CONFEF, pois
quando ele divide a FE em professores e profissionais,
quando ele coloca o professor de EF distanciado de
todos os outros professores da Escola ele fragmenta a
luta de todos os professores. Aliás, não sao os
conselhos que lutam pelos direitos dos profissionais,
são os sindicatos (estes sim são entidades que devemos
construir e consolidar). Cabe aos conselhos sim,
limitar o acesso ao mercado de trabalho colocando
exigências para o exercicio da profissao. (No nosso
caso, muitas vezes absurdas).
Mesmo que eu aceite o argumento de so quem deve
trabalhar na área e quem tem o diploma, ainda
encontramos incoerências no discurso e na prática do
CONFEF . Ele tem um discurso que defende uma solida
formação profissional. Tão sólida que capacita
especialistas em cursos de 240 horas. Ah, por acaso,
em instituições particulares, onde os leigos devem
pagar caro para conseguir sua carteirinha. E mais por
acaso ainda, instituições que muitas vezes são
propriedade empresários da área de academias que
querem mais é ditar as regras para a formação dos
professores para amestra-los de domina-los enquanto
ainda são estudantes. Não e por acaso que assumem a
matriz teórica da aptidão física. Querem um professor
de EF acrítico, emburrecido, que tenha a ilusão de que
uma carteirinha vai lhe dar estabilidade no mercado de
trabalho, quando sabemos que o neoliberalismo é que é
o grande responsável pelo salve-se quem puder do
mercado de trabalho atualmente, e não os leigos.
Ah, ainda não falei das praticas de coerção para que
os professores (da área não forma e formal) se filiem.
Aliás, sabem porque eles fazem tanta questão de que
nos filiemos? Não e pra defender a sociedade coisa
nenhuma é sim para arrecadar fundos, pois só podem
abrir CREF se eles forem capaz de se auto sustentarem!
Por isso companheiros, antes de se filiarem, procurem
se informar como são as praticas de seu CREF
Assim Marcela, como vc vê não somos
anarquistas-crítico-desinformados porra louca que
somos contra todas as entidades. Somos so contra as
entidades burguesas sustentadoras da exploração dos
trabalhadores. Se vamos conseguir vencer o CONFEF, só
a história vai dizer, se vamos conseguir fazer a
revolução, só a história vai dizer, só posso falar,
que não estou a fim de entregar os pontos e nem posso
me calar diante dos fatos.
Gostaria de saber se vc esta INFORMADA de tudo isso
que eu escrevi, pois a Fabianne está. 
Peço desculpas aos companheiros pelo e-mail longo e
cansativo, mas tinha que ser assim.
Poliana UFG
EXNEEF REGIONAL V
9631 0441
--- Marcela <dra.mar@xxxxxxxxxx> escreveu: > Olá
"FAB", (FAB?!)
> 
> Em primeiro lugar gostaria de me apresentar nesta
> lista.
> Meu nome é Marcela, sou estudante de EF da
> Universidade 
> Federal do Ceará e, assim como você, faço parte
> desta 
> lista do CEV e de algumas outras.
> 
> Imagino que Movimento Estudantil, não só na EF mas
> de uma 
> forma geral, seja exatamente a possibilidade de 
> expressarmos livermente nossa opinião, por isso
> mesmo 
> resolvi me manifestar ao ler a sua mensagem.
> 
> Lendo o seu apelo, me deparei com alguns
> paradoxos...
> Achei muitíssimo considerável a idéia da promoção de
> um 
> debate acerca da regulamentação da profissão. É 
> importantíssimo esclarecer aos recém-chegados que
> existe 
> uma lei, e que a nossa profissão está se organizando
> num 
> processo gradativo. 
> 
> Entretanto não entendo o por que de tamanha revolta
> ao 
> referir-se ao presidente do CREF7 e ao CONFEF, se os
> 
> conselhos profissionais servem exatamente para fazer
> 
> valer uma lei que dignifica nossa profissão.
> 
> Se liga cara! Procure se INFORMAR melhor antes de
> sair 
> por aí criticando uma instituição. E eu não estou 
> defendendo o sistema CONFEF/CREF de graça, não. Pelo
> 
> contrário. Acho que ainda há muito o que ser
> discutido 
> acerca da tal lei 9696/98, até porque uma lei nunca 
> agrada a todos. Entretanto, não vai ser de uma hora
> pra 
> outra que os CREF's vão conseguir organizar uma
> profissão 
> que, até alguns poucos anos, estava entregue às
> baratas.
> 
> Mas pelo visto parece que você está na faculdade só
> pra 
> perder o seu tempo já que você acha que é certo que 
> qualquer um que vista um short, camisa e tênis saia
> por 
> aí dizendo que é professor de Educação Física.
> 
> QUALQUER PROFISSÃO PRECISA DE UM CONSELHO
> PROFISSIONAL 
> PRA FISCALIZAR O EXERCÍCIO PROFISSIONAL, como eles
> gostam 
> de dizer. Essa mentalidade crítico-desinformado-
> anarquista não vai levar ninguém a lugar nenhum.
> 
> Seu discurso é tão INFUNDADO, que você mesmo admite
> que 
> não tem competência para encarar uma discussão com o
> 
> representante do CREF7. Porque será?! Você acha que
> não 
> tem "conhecimento suficiente"????? Mas como?????
> Você tem acesso a um computador e, no mínimo, a uma 
> biblioteca (a da sua faculdade em Gurupi-TO). 
> Porque você não dá uma espiada em como se organizam 
> profissões como a medicina, a enfermagem e a
> engenharia???
> 
> Você tem " medo que as pessoas saiam convencidas de
> que 
> se filiar eh a melhor coisa a fazer" ou você tem
> medo de 
> estar atirando no escuro pra todos os lados sem
> saber o 
> que diz, num discurso completamente infundado?!?!
> A segunda hipótese parece ser muito, muito mais 
> verdadeira...
> Se você não sabe DE NADA sobre a nossa profissão,
> informe-
> se antes de criticar algo que não conhece....
> 
> Bem, o que eu tinha pra dizer era isso aí.
> Essa é A MINHA OPINIÃO pessoal, e qualquer um dos
> amigos 
> listeiros tem TODO O DIREITO DE DISCORDAR.
> 
> Abraços,
> 
> Marcela
> UFC-CE
> 
> 
> " Eu nao tenho conhecimento suficiente para debater
> de 
> cara contra o homem, e nenhum dos meus professores
> querem 
> fazer o mesmo... "
> 
> 
>
__________________________________________________________________________
> Quer ter seu próprio endereço na Internet?
> Garanta já o seu e ainda ganhe cinco e-mails
> personalizados.
> DomíniosBOL - http://dominios.bol.com.br
> 
> 
> 
>
_______________________________________________________
> Cevmeef-L Adm: Adrilene <adrimeef@xxxxxxxxxxxxx>
> Modo de Usar: http://cev.ucb.br/listas/dicas.htm
> Mensagens para a lista: Cevmeef-L@xxxxxxxxxx
> Mensagens Anteriores:
> http://cev.ucb.br/pipermail/cevmeef-l/
> Sair da lista: http://www.cev.org.br/listas/cevmeef/ 
_______________________________________________________________________________________________
Yahoo! GeoCities
Tenha seu lugar na Web. Construa hoje mesmo sua home page no Yahoo! GeoCities. 
É fácil e grátis!
http://br.geocities.yahoo.com/

© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.