[Cevlazer-L] Recreacao e lazer no Brasil

To: Chris Werneck <chris@xxxxxxxxxxx>, "Lista de Discussão Grupo de Discussão Continuada sobre a formação profissional em Lazer" <l-formproflaz@xxxxxx>, Luiz Octavio Lima de Camargo <Octacam@xxxxxxxxxx>, CEV - Lazer <cevlazer-l@xxxxxxxxxx>
Subject: [Cevlazer-L] Recreacao e lazer no Brasil
From: Elza Margarida de Mendonça Peixoto <epeixoto@xxxxxx>
Date: Thu, 01 Mar 2001 09:30:08 -0300
Amigos diversos,

A partir das discussões que a Chris Werneck vem realizando na CEV-lazer, que tentei, na medida do possível, reproduzir para a Lista de Discussão Continuada à Distância sobre a Formação Profissional em Lazer, quero fazer algumas especulações a título de contribuição ao debate conceitual.

Como dito na lista, acho que a Chris dá um importante passo para a definição do campo acadêmico de estudo da Recreação e Lazer no Brasil. Quero recordar que defendi no ENAREL que esta era a grande questão a ser discutida na atualidade. De que estamos falando quando nos referimos à Recreação e Lazer?

Entendo que ambas palavras têm servido para identificar práticas sociais em determinados instantes diferenciadas e em outros instantes de mesma natureza.

Em uma análise não tão aprofundada quanto a efetuada pela Chris, em 1995 e 6, tive a aoportunidade de verificar que os discursos sobre a Recreação estavam recheados de uma preocupação com o jogo, o brinquedo e a brincadeira enquanto objetos de estudos e enquanto recursos metodológicos  (1) para a transmissão de normas e valores de convívio social, (2) facilitador da aprendizagem em matemática, gramática etc. O segundo ramo desta tendência que pude observar naquela época, vem desenvolvendo-se no Brasil, mais ligada à pedagogia, com o nome de Educação Lúdica.

Os estudos do lazer, por sua vez, vêm apresentando a tendência a:
(1) tentar conhecer o que os trabalhadores/desempregados/diferentes grupos sociais fazem quando estão no tempo livre, numa espécie de registro de práticas sociais efetuadas pelos homens nestes momentos em que não estão totalmente subordinados ao trabalho ou às obrigações;
(2) construção teórico conceitual da área;
(3) Há ainda um discurso que debate-se no meio dos estudos do lazer e sempre que se expressa é meio que "banido" como discurso desatualizado/pessimista que são os estudos que tentam discutir a possibilidade de emancipação humana no tempo livre. A maior parte destes estudos concentra-se entre sociólogos com forte influência do marxismo.

Tanto os estudos da Recreação quanto os estudos do lazer não deram conta de dar continuidade aos estudos do lúdico. Não o vejo apenas como um componente da cultura, mas de certa forma, um motor de toda a produção cultural. Por isto achei tão importante alguns elementos trazidos pelo Luiz Otávio Camargo em sua fala durante o ENAREL. O lúdico não pode mais ser tratado como sinônimo de Recreação ou de Lazer.

Costumo dizer a meus alunos que jogo, brinquedo e brincadeira não são sinônimos de lúdico. O que vai permitir que qualquer objeto ou realidade sejam lúdicas é a relação estabelecida entre sujeito/objeto. Sobre isto conhecemos muito pouco. Quanto a isto dedicamos muito pouca atenção nos estudos da Recreação e do Lazer realizados no Brasil.

Este fato tem gerado certa nebulosidade sobre a expressão Educação Lúdica. Na maior parte das vezes a literatura está se referindo à possibilidade de uso do jogo como recurso metodológico (KAMII). Entretanto, parece-me, começam a haver estudos que discutem a possibilidade da Escola constituir-se em um espaço de experiência e sabor (SNIDERS). Neste sentido ela retoma o papel lúdico, que não pode de nenhuma forma, ser confudido com recreação nos sentidos colocados aqui, ou com lazer.

Estas são discussões vêm sendo realizadas por mim em conjunto com meus alunos e apontam questões diversas que necessitam ser estudadas para uma maior clareza na construção dos campos do conhecimento aqui discutidos e dos conceitos que os sustentarão.

Grande abraço a todos.

Aguardando o debate,
Elza Peixoto
 
 

Attachment: epeixoto.vcf
Description: Cartão para Elza Margarida de Mendonça Peixoto

<Anterior em Tópico] Tópico Atual [Próximo em Tópico>

© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.