Re: [cevfisio-L] duplo - produto

To: <cevfisio-L@xxxxxxxxxxxxxxxxxx>
Subject: Re: [cevfisio-L] duplo - produto
From: "Marcos Polito" <mdpolito@xxxxxxxxxx>
Date: Fri, 22 Aug 2003 10:26:35 -0300
Jefferson,
A captação de oxigênio pelo miocárdio (MVO2) é determinada pela interação de 
vários fatores, dentre eles a tensão intramiocárdica,a contractilidade do 
músculo cardíaco e a freqüência cardíaca. Com o aumento de cada um desses 
fatores durante o exercício, o fluxo sangüíneo miocárdico é ajustado de forma a 
equilibrar o suprimento com a demanda de oxigênio. Como há uma relação linear 
entre o MVO2 e o fluxo coronariano sangüíneo, é importante obter informações 
sobreesta variável em determinados contextos de prescrição do exercício. 
Infelizmente, medidas acuradas do MVO2 requerem procedimentos cirúrgicos 
invasivos de risco que se revelam inviáveis em situações de campo. Todavia, 
pode ser estimado durante o exercício pelo produto entre a pressão arterial 
sistólica e a freqüência cardíaca, obtendo-se o que se convencionou chamar de 
duplo-produto (DP). De fato, a correlação entre DP e MVO2 pode ser considerada 
excelente em termos de poder de previsão. Por esta razão, o DP tem boa 
aceitação e encontra excelentes possibilidades de aplicação no acompanhamento e 
prescrição de exercícios em populações que inspiram cuidados em termos de risco 
cardíaco. Por exemplo, o DP calculado no início da angina induzida pelo 
exercício, ou das alterações isquêmicas no traçado eletrocardiográfico, 
constitui um índice indireto do limiar do MVO2 acima do qual ocorreria a 
isquemia miocárdica. Logo, sua utilização visa proporcionar um correlato 
fisiológico para o início da angina e das anormalidades eletrocardiográficas. 
Neste sentido, a angina induzida pelo exercício tende a ocorrersempre na mesma 
demanda de oxigênio pelo miocárdio, ou seja, para um mesmo valor do DP. A 
correlação com o MVO2, entretanto, perde força ematividades descontínuas e 
localizadas, como é o caso do exercício com pesos. Isso não impede, porém, que 
perca valor na apreciação da sobrecarga imposta ao músculo cardíaco - seja qual 
for a perspectiva pela qual se examina o assunto, valores mais elevados durante 
o exercício indicam freqüência cardíaca, volume sistólico, débito cardíaco e,em 
alguns casos, resistência sistêmica mais elevadas; portanto, maior estresse 
cardiovascular. Assim, agências como o American College of Sports Medicine 
consideram o DP como o melhor indicador de sobrecarga cardíacade um programa de 
treinamento com pesos.
Para melhor estudo dessa variável em relação ao exercício de força, sugiro 
Polito, MD; Farinatti, PTV. Respostas de freqüência cardíaca, pressão arterial 
e duplo-produto ao exercício contra-resistência: uma revisão de literatura. 
Revista Portuguesa de Ciências do Desporto 2003;3(1):79-91
Um abraço,
Marcos Polito 
[As partes desta mensagem que não continham texto foram removidas]
<Anterior em Tópico] Tópico Atual [Próximo em Tópico>

© 1996-2014 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.