Mudança de endereco eletronico

To: cevetica-L@xxxxxxxxxxxxxxxxxx
Subject: Mudança de endereco eletronico
From: edson <edson@xxxxxxxxxxxx>
Date: Fri, 07 Feb 2003 19:44:54 -0200
Saudaçoes a todos da lista,
a partir de 10 de fevereiro do 10 corrente ano, o meu e-mail nao mais sera 
edson@xxxxxxxxxxxx, e sim jerf@xxxxxxxxxx 
abraços
edson
jerf@xxxxxxxxxx
22-01-2003 21:25:00
> Aprovação em Março, implementação apenas em 2006 
> Primeiro código mundial "anti-doping" pode ser adiado 
> A implementação do primeiro código mundial de luta contra a dopagem no 
> desporto 
pode ser adiada para depois dos Jogos Olímpicos de Atenas 2004. A aprovação do 
documento 
mantém-se marcada para Março, mas o presidente da Agência Mundial Antidopagem 
(AMA), 
Richard Pound, revelou hoje que os países pediram o alargamento do prazo para a 
alteração 
das suas legislações. 
> 
> "Os governos necessitam de encontrar um mecanismo legal para que possam 
> adoptar o 
código. Pediram, se necessário, um período extra de 18 meses para alterarem as 
suas 
legislações. Concordámos que, caso seja mesmo necessário, os governos terão até 
[aos 
Jogos de Inverno de] Turim 2006", afirmou Pound durante uma teleconferência, 
conduzida a 
partir da sede do organismo, na cidade canadiana de Montreal, reconhecendo que 
o 
organismo não tem poderes para obrigar países a adoptarem as novas regras: "É 
bastante 
mais complicado para um governo mudar ou harmonizar as suas leis do que os 
movimentos 
desportivos. É com eles a decisão de adoptarem ou não".
> 
> 
> 
> Este caminho começara a ser trilhado há já vários meses, sob pressão de 
> diversos 
especialistas ligados à luta antidopagem, que consideram que apenas um tratado 
internacional poderá levar efectivamente a uma adopção generalizada do primeiro 
código. 
Desta forma, Paris foi o palco de todas as decisões, no dia 10 de Janeiro, 
quando 
ministros do Desporto e de Educação Física e outros representantes de 103 
países pediram 
à UNESCO, em colaboração com as Nações Unidas e outras agências, a criação 
desse mesmo 
tratado.
> 
> 
> 
> Em comunicado, divulgado após o encontro na sede da UNESCO, os delegados 
reconheceram que o "'doping' ameaça matar o desporto e seguramente matará 
atletas", 
concordando "combater este risco que se desenvolve junto dos jovens" e 
"acelerar a 
coordenação de esforços a nível internacional, através da harmonização dos 
regulamentos e 
das práticas". Desta forma, os países representados pediram, com carácter de 
urgência, "a 
preparação de uma Convenção Internacional contra o 'doping', baseada na 
Convenção do 
Conselho da Europa [já adoptada há vários meses]".
> 
> 
> 
> Mas logo neste comunicado ficou patente a decisão dos governos em pedirem o 
alargamento dos prazos da AMA: "[Os países] pediram à UNESCO [....] para 
coordenar a 
preparação, se possível antes dos Jogos Olímpicos de 2004, e a adopção, se 
possível, 
antes dos Jogos de Inverno de 2006, de um instrumento universal para cumprir os 
objectivos enunciados".
> 
> 
> 
> Aprovação em Março
> 
> 
> 
> Apesar desta limitação, Pound mantém a vontade de aprovar o código durante a 
> II 
Conferência Mundial sobre "Doping" no Desporto, que decorrerá em Copenhaga, 
entre 3 e 5 
de Março. A última fase da definição dos novos regulamentos já está em marcha e 
a última 
versão do código estará pronta até 28 de Fevereiro. Ter-se-ão em conta os 92 
comentários 
na segunda e última fase de consulta internacional, mas o presidente da AMA 
reconheceu 
que ainda se nota muita relutância e oposição.
> 
> 
> 
> Por pressão dos EUA, será elaborada apenas uma lista de substâncias, 
> obedecendo a 
três critérios: influência no desempenho do atleta, perigosidade para a saúde, 
violação 
do espírito desportivo. Mas o maior problema prende-se com a suspensão 
automática por 
dois anos dos infractores, ponto que a Federação Internacional de Futebol 
(FIFA) já 
aceitou, mas que continua a incomodar a União Ciclista Internacional (UCI), 
apesar desta 
coordenar um do desportos mais marcados por escândalos de dopagem e onde o 
número de 
atletas falecidos prematuramente é maior. Hein Verbruggen, presidente da UCI, 
disse mesmo 
que esta penalização significaria, em muitos desportos, a expulsão para o resto 
da 
vida. "É um argumento sem qualquer sentido. As penalizações têm de ser sérias. 
É suposto 
conterem uma mensagem e ajudarem a erradicar o 'doping'. Se é necessário 
adoptar uma 
sanção severa, mesmo colocando em risco a carreira de alguém, adopte-se na 
mesma", 
respondeu agora Pound, vincando que os peritos legais que a AMA consultou 
consideram que 
as suspensões previstas no código não violam os direitos humanos.
> 
> 
> 
> Este responsável considerou ainda como "completamente sem sentido" as 
> acusações 
de algumas federações internacionais de que a AMA lhes está a retirar poder e 
mantém a 
confiança que o código será aprovado em Março: "Penso que ainda existe 
consenso. Não 
penso que haja alguém que pretenda afundar uma vontade tão extensa. Haverão 
resistências, 
mas penso que a penalização será de dois anos", concluiu. 
> 
> 
> Duarte Ladeiras 
> com AP 
> 
> 
> [As partes desta mensagem que não continham texto foram removidas]
> 
> 
> Leia sempre a NETIQUETA das listas do CEV:
> http://www.cev.org.br/listas/dicas.htm 
> 
> Seu uso do Yahoo! Grupos é sujeito às regras descritas em: 
http://br.yahoo.com/info/utos.html 
> 
> 
> 
> 
<Anterior em Tópico] Tópico Atual [Próximo em Tópico>
  • Mudança de endereco eletronico, edson <=

© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.