[Cevdopagem] notícias doping

Ana Teresa Guazzelli Beltrami aninhabeltrami em yahoo.com.br
Sábado Julho 14 18:02:02 BRT 2007


07/07/2007 - 15h29  República Dominicana corta dois atletas do Pan por doping  Da Redação
Em São Paulo  O Comitê Olímpico da República Dominicana, sede do Comitê Olímpico da República Dominicana, sede dos último Pan, em 2003, anunciou em comunicado oficial neste sábado que dois de seus atletas classificados para o Rio 2007 foram cortados por doping A informação foi divulgada pelo Comitê Organizador dos Jogos Pan-Americanos deste ano.

O boxeador Rafael Fernandéz, da categoria até 69 kg (meio-médio), foi flagrado no exame antidoping com a presença de esteróides anabolizantes. 

Já o jogador da seleção de beisebol José Jimenéz revelou traços de testosterona-epitestosterona. Jimenéz atua pelo Cleveland Indians, equipe da Liga Profissional dos Estados Unidos (MLB, Major League Baseball). 

Os comitês dos países que estarão com atletas no Pan-Americano têm feitos exames prévios nos seus atletas. Nesta semana, Cuba anunciou que realizou testes em quase 1000 atletas, sendo que nos Jogos, a delegação do país de Fidel Castro não tenha mais que 500 participantes. 

O México também já havia divulgado os exames nos seus competidores. O país, que será sede de 2011, em Guadalajara, garantiu que todos os atletas estão "limpos". O discurso foi de Jesús Moreno, chefe de equipe da delegação mexicana. 
   
  http://pan.uol.com.br/pan/2007/ultnot/2007/07/07/ult4343u1124.jhtm
   
  __________________________________________________________________
   
  DOPING 
DOMINICANOS CORTAM DOIS ATLETAS DO PAN
  
O jogador de beisebol José Jiménez, uma das promessas da seleção local, e o boxeador Rafael Fernández tiveram resultado positivo em exame antidoping. Os atletas foram testados antes de irem ao Rio. 

  http://www1.folha.uol.com.br/fsp/esporte/fk0807200740.htm
   
  __________________________________________________________________
   
    08/07/2007 - 12h28  Atacante Dodô nega uso de doping e espera por contraprova  
  Da Redação
No Rio de Janeiro
   
          Flagrado no exame antidoping por uso de uma substância proibida após o clássico do último dia 14 de junho, quando o Botafogo venceu o Vasco por 4 a 0, o atacante Dodô negou na manhã deste domingo o suposto uso de um medicamento para emagrecer. Nesta segunda-feira, o jogador realizará a contraprova. Contudo, o atleta está suspenso preventivamente por 30 dias.
   
  "Estou com a consciência tranqüila que eu não fiz uso de nenhum medicamento. Está muito cedo para avaliar se houve algum tipo de armação ou não. Vamos esperar para ver o que vai acontecer. Confio em Deus e acredito que tudo será esclarecido o quanto antes", afirmou o jogador no desembarque da delegação do Botafogo no Aeroporto Internacional do Rio.

Assim como fizeram na nota oficial emitida na noite do último sábado, os dirigentes do clube de General Severiano defenderam o atleta e confiaram no bom histórico do jogador dentro do futebol. 

"Pelo que fui informado, essa substância não é estimulante. Ela pode ser encontrada em diversos produtos em prateleiras de farmácias e supermercados, sem estar especificada no rótulo. Já tivemos uma vez o caso do Athirson, que foi absolvido e até hoje diz que não fez uso de nada. Confiamos no Dodô, que é um jogador com histórico exemplar dentro do futebol", disse o vice-presidente de futebol do Botafogo, Carlos Augusto Montenegro.

Aos 33 anos, o jogador vive um dos melhores momentos de sua carreira e é o principal artilheiro do clube na temporada 2007. No Campeonato Brasileiro, Dodô já marcou sete vezes, ocupando o posto de vice-artilheiro da competição - Josiel, do Paraná, tem nove gols -. 

Visivelmente contrariado, Carlos Augusto Montenegro acredita ser muito suspeito o possível doping do atleta alvinegro justo no momento em que o clube atravessa ótima fase e lidera o Campeonato Brasileiro.

"O que me causa estranheza é que ele foi sorteado outras duas vezes antes da partida contra o Vasco. Esse medicamento teria que estar sendo tomado há algum tempo para surtir efeito. Tem coisas que só acontecem com o Botafogo, que vive um ótimo momento. Já fomos muito prejudicados este ano com arbitragens e espero que não exista nada por trás disso", concluiu o dirigente alvinegro.

  http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2007/07/08/ult59u125253.jhtm
   
  _____________________________________________________
   
  DOPING

Resultado positivo de Dodô surpreende líder Botafogo   DO ENVIADO AO RIO   A direção do Botafogo e o atacante Dodô se disseram surpresos com o resultado positivo no teste antidoping do atleta, que foi informado ao clube anteontem. O time é o líder do Brasileiro (24 pontos), cinco de vantagem, e o jogador é o vice-artilheiro do torneio, com sete gols.
A partir de hoje, com o exame de contraprova, o clube passará a lutar para evitar a perda temporária do jogador. Confirmando-se o positivo, ele receberá suspensão preventiva de 30 dias.
Foi encontrada a substância femproporex na urina de Dodô, no teste realizado após o jogo entre Botafogo e Vasco, no dia 14 de junho.
O elemento é uma anfetamina, que atua no sistema nervoso central, estimulando a pessoa. Já foi encontrado na urina do jogador Athirson, então no Flamengo. E pode ser encontrada em remédios para emagrecer.
Pelo Código Brasileiro de Justiça Desportiva, Dodô pode ser punido com suspensão de 120 a 360 dias se for confirmado o doping. Mas o clube pode recorrer para transformar parte da pena em prestação de serviços.
"É uma coisa que me deixou surpreso porque nunca fui pego. Tenho certeza de que vamos provar que não tomei o remédio. Se acusou, alguma coisa aconteceu. Vamos esperar a contraprova. De antemão, digo que não tomei", afirmou o atacante Dodô, na chegada do time.
O Botafogo estava em Brasília, onde venceu o Atlético-PR (2 a 0), no sábado. Dodô jogou e participou dos gols.
Em nota oficial, o Botafogo lembrou que ele foi submetido a teste após os jogos com o Flamengo, pelo Estadual, e com o Figueirense, pela Copa do Brasil. Em ambos não foi encontrada substância dopante, segundo o clube.
O presidente do clube, Bebeto de Freitas, afirmou que o atleta sempre teve conduta exemplar. E concluiu dizendo que esperaria maiores esclarecimentos.

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/esporte/fk0907200720.htm
   
  _____________________________________________________
   
  09/07/2007 - 11h08  Dodô acompanha contraprova e aguarda resultado  
  Da Redação
No Rio de Janeiro
            O atacante Dodô acompanha de perto o processo de contraprova do exame antidoping no qual foi flagrado pelo uso de substância proibida no clássico contra o Vasco, no dia 14 de junho, pelo Campeonato Brasileiro. Na manhã desta segunda-feira, o jogador esteve no Laboratório de Desenvolvimento Tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro para testemunhar a abertura de outra amostra coletada no mesmo dia.

Dodô chegou ao laboratório por volta das 7h e entrou em uma sala reservada acompanhado do médico do Botafogo, Eric Sweet. Cerca de 40 minutos depois, o artilheiro deixou a sala para fazer um lanche e depois voltou ao local. Apesar de demonstrar bom-humor e distribuir autógrafos, o jogador não quis dar entrevistas.

Agora, Dodô aguarda com ansiedade o resultado da contraprova, que poderá sair na noite desta segunda-feira. Caso seja confirmado o doping, o jogador será suspenso preventivamente por 30 dias até que o caso seja julgado pelo Superior Tribunal de justiça Desportiva (STJD). A pena máxima pode chegar a um ano de afastamento dos gramados.

Dodô foi flagrado no exame antidoping do clássico contra o Vasco pelo uso de fenproporex, substância geralmente encontrada em inibidores de apetite. O jogador alega que não tomou nenhum medicamento além dos suplementos alimentares que faz uso no clube no dia-a-dia.

"Estou com a consciência tranqüila que eu não fiz uso de nenhum medicamento. Está muito cedo para avaliar se houve algum tipo de armação ou não. Vamos esperar para ver o que vai acontecer. Confio em Deus e acredito que tudo será esclarecido o quanto antes", afirmou o jogador no desembarque da delegação do Botafogo, no Aeroporto Internacional do Rio, no último domingo. 

   
  http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2007/07/09/ult59u125291.jhtm
   
  ____________________________________________________
   
  09/07/2007 - 18h24  Contraprova de Dodô dá positivo, e atacante está suspenso  
  Da Redação
No Rio de Janeiro
   
            Dodô está suspenso preventivamente por 30 dias depois de sair o resultado do exame de contraprova, que deu positivo para a presença da substância proibida fenproporex na urina do jogador. O julgamento ainda não tem data e demorará de dez a 15 dias para ser marcado.

  Dodô foi flagrado no exame antidoping realizado após a goleada do Botafogo por 4 a 0 sobre o Vasco, dia 14 de junho, em que o atacante marcou dois gols. Desde esse jogo, ele participou das partidas contra Náutico, Fluminense, Goiás e Atlético-PR. 

No clássico contra o time tricolor carioca, o artilheiro marcou os gols da vitória por 2 a 1 e também foi sorteado para o exame após o jogo, mas o resultado ainda não foi divulgado.

Depois de ser julgado pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), Dodô pode ser suspenso por até um ano devido ao doping. Ele alega que não tomou nenhum suplemento além daqueles de uso diário no clube. Os médicos do Botafogo dizem que nenhum dos remédios tem fenproporex em sua composição.

"É difícil comentar uma coisa que não fiz. Não tomei, mas apareceu. É uma coisa que tem que ser investigada. Em nenhum momento fugi disso porque o exame deu que eu usei a substância. O resultado foi positivo, mas para mim é como se não tivesse acontecido nada. Tenho convicção do que faço e minha consciência tranqüila", declarou Dodô. 

Contaminação
O Botafogo se baseia em contaminação para tentar explicar o doping do atacante Dodô. Por causa disso, o clube está fazendo uma investigação interna e examinando tudo que é ingerido pelos atletas do clube, já que a alimentação e os remédios são iguais para todos.

"A única explicação que nós tempos é que houve algum tipo de contaminação e é isso que vamos tentar descobrir. Contaminação é um espectro muito grande de coisas que podem ter acontecido e ficaríamos seis horas levantando hipóteses", afirmou o chefe do departamento médico alvinegro, Marcio Cunha.

O médico, no entanto, listou algumas suposições. Para ele, o laboratório dos suplementos poderia fabricar também remédios com a substância proibida encontrada (fenproporex), e algumas cápsulas poderiam conter algum resquício deste elemento. 

Cunha lembrou ainda o caso da água com sonífero dada por argentinos ao lateral-esquerdo Branco na Copa de 1990. No entanto, o presidente Bebeto de Freitas refutou trabalhar com a hipótese de sabotagem.

"Estamos perplexos com a situação como o Dodô. Mas dizer que alguém colocou algo para ele comer ou beber já é demais. Isso já é coisa de Sherlock Holmes", ironizou o dirigente, que seguiu com o sarcasmo: "É a primeira vez que vejo um doping de uma substância que traz fadiga e depressão. Isso é oposto do objetivo de se dopar". 
   
  http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2007/07/09/ult59u125337.jhtm
   
  ------------------------------------------------------------------------------------------------
   
    09/07/2007 - 21h01  Botafogo aponta contaminação para explicar doping de Dodô  
  Leonardo Velasco
No Rio de Janeiro
          Contaminação. É nisso que o Botafogo se baseia para tentar explicar o doping do atacante Dodô. Por causa disso, o clube está fazendo uma investigação interna e examinando tudo que é ingerido pelos atletas do clube, já que a alimentação e os remédios são iguais para todos.

"A única explicação que nós temos é que houve algum tipo de contaminação e é isso que vamos tentar descobrir. Contaminação é um espectro muito grande de coisas que podem ter acontecido e ficaríamos seis horas levantando hipóteses", afirmou o chefe do departamento médico alvinegro, Marcio Cunha.

O médico, no entanto, listou algumas suposições. Para ele, o laboratório dos suplementos poderia fabricar também remédios com a substância proibida encontrada (fenproporex), e algumas cápsulas poderiam conter algum resquício deste elemento. 

Cunha lembrou ainda o caso da água com sonífero dada por argentinos ao lateral-esquerdo Branco na Copa de 1990. No entanto, o presidente Bebeto de Freitas refutou trabalhar com a hipótese de sabotagem.

"Estamos perplexos com a situação com o Dodô. Mas dizer que alguém colocou algo para ele comer ou beber já é demais. Isso já é coisa de Sherlock Holmes", ironizou o dirigente, que seguiu com o sarcasmo: "É a primeira vez que vejo um doping de uma substância que traz fadiga e depressão. Isso é oposto do objetivo de se dopar".

Dodô reafirmou que não fez uso de nada diferente do que é recomendado pelo Botafogo, mas disse não saber exatamente o que ingeria por confiar no departamento médico, que destacou ser competente. Por essa confiança, o atacante foi mais um a defender uma investigação.

"É difícil comentar uma coisa que não fiz. Não tomei, mas apareceu. É uma coisa que tem que ser investigada. Em nenhum momento fugi disso porque o exame deu que eu usei a substância. O resultado foi positivo, mas para mim é como se não tivesse acontecido nada. Tenho convicção do que faço e minha consciência tranqüila", declarou Dodô. 

   
  http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2007/07/09/ult59u125365.jhtm
   
  ________________________________________________________
   
  Doping é confirmado e tribunal afasta Dodô   Atacante e cartola do clube não explicaram o motivo      SÉRGIO RANGEL
DA SUCURSAL DO RIO   A Comissão Nacional de Dopagem da CBF confirmou ontem à noite o resultado positivo na contraprova do exame do atacante Dodô, do Botafogo. A substância proibida encontrada foi o femproporex, um estimulante. O presidente do STJD (Superior Tribunal de justiça Desportiva), Rubens Approbato, suspendeu preventivamente o jogador por 30 dias.
No início da noite, o atacante Dodô e o presidente do Botafogo, Bebeto de Freitas, confirmaram o resultado do exame, mas não souberam explicar o motivo do doping. "Apesar de ter aparecido essa substância, tenho minha consciência tranqüila, independente do que ocorrer", disse o jogador, que é vice-artilheiro do campeonato, com 7 gols. O exame que deu resultado positivo foi feito após o clássico contra o Vasco, vencido pelo Botafogo, 4 a 0, no mês passado -Dodô marcou dois.
O jogador deverá ser julgado em agosto. Ele pode ser punido por até 360 dias. A suspensão mínima é de 120 dias.
"Temos confiança absoluta na nossa comissão médica e no nosso atleta. Não temos uma explicação e vamos investigar isso até o fim", disse Freitas. O jogador contou que faz uso de três suplementos alimentares por orientação do clube. "Estamos surpresos. A única explicação é uma contaminação. O curioso é que todos os jogadores fazem uso desses suplementos e só o exame do Dodô deu positivo", afirmou o dirigente.
No clássico contra o Vasco, o goleiro Max fez o exame e nenhuma substância proibida foi encontrada. Dodô foi sorteado quatro vezes para exames antidoping no Campeonato Brasileiro. Na semana passada, no clássico entre Botafogo e Fluminense, ele fez o exame. O resultado ainda não foi divulgado.
O médico do Botafogo, Márcio Cunha, defendeu o fabricante dos suplementos, mas é favorável à investigação.
Segundo médicos, a substância melhora a performance, diminuindo a sensação de fadiga e aumentando a capacidade cardiorrespiratória, a força e a resistência muscular.
Em 2000, a mesma substância foi detectada no exame do lateral Athirson, ex-Flamengo. Ele foi absolvido em primeira instância pela Comissão Disciplinar do STJD, com o argumento de que teria havido erro de manipulação no suplemento alimentar Myo-Gen.
Uma perícia de seis produtos supostamente usados por Athirson, realizada pelo Laboratório Central Noel Nutels na véspera do primeiro julgamento, constatou a presença de femproporex nas únicas cápsulas sem identificação de procedência, que estavam no frasco do Myo-Gen. Ele foi inocentado, apesar de três amostras constatarem a presença de femproporex.

  http://www1.folha.uol.com.br/fsp/esporte/fk1007200707.htm
   
  ________________________________________________________
   
  10/07/2007 - 14h55  Liberado, Dodô não treina com elenco do Botafogo  
  Vinicius Barreto Souto
No Rio de Janeiro
            Após uma segunda-feira exaustiva sob vários os aspectos, o atacante Dodô não treinou com o elenco do Botafogo na manhã desta terça, em General Severiano. 

No dia anterior, o jogador passou cerca de dez horas dentro de um laboratório para acompanhar a realização do exame de contraprova que confirmou o seu doping no clássico contra o Vasco, pelo Campeonato Brasileiro, e sua suspensão por 30 dias. Depois, Dodô ainda foi para a sede do Botafogo, onde concedeu entrevista coletiva.

Por isso, o atacante foi liberado da atividade da manhã desta terça-feira pela diretoria alvinegra. Entretanto, o jogador é aguardado para o treino da tarde, novamente em General Severiano.

Cuca também não participa do treino
Outro que não participou da atividade desta manhã foi o técnico Cuca. Na noite da última segunda-feira, ele esteve em São Paulo para participar de um programa de televisão.

Por isso, Cuca só chegou em General Severiano após o fim do treinamento desta manhã. Contudo, assim como Dodô, o treinador também é aguardado pelo restante do grupo para o treino da tarde, na sede do clube. 
   
  http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2007/07/10/ult59u125399.jhtm
   
  ________________________________________________________
   
   



  



  
       
---------------------------------
Novo Yahoo! Cadê? - Experimente uma nova busca. 


Mais detalhes sobre a lista de discussão cevdopagem

© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.