[cevbasq] Fw: Liga Profissional de Basquetebol

Alcir Magalhães alcirmf em terra.com.br
Domingo Março 20 19:12:51 BRT 2005


CLIPPING DO BASQUETE

Conhecer
Atenciosamente,
Alcir Magalhães Filho.
----- Original Message ----- 
From: <anapoliva em mudacbb.com.br>
To: <undisclosed-recipients:>
Sent: Sunday, March 20, 2005 4:53 PM
Subject: Liga Profissional de Basquetebol


>
>
> Caro Colega
> Segue release  com a opiniao do Prof. Jose Medalha, candidato a CBB, sobre
> Ligas Profissionais.
> Qualquer duvida, entre em contato
>
> Ana Paula de Oliveira
> Assessoria de Imprensa do Movimento MudaCBB
> (013) 30120803
>
>
> Ligas profissionais integram
> Decálogo de José Medalha
>
>
> A liga profissional de basquete, idealizada recentemente sob a liderança 
> do
> ex-jogador Oscar Schimdt, já era uma das propostas do candidato à 
> presidência
> da Confederação Brasileira de Basquetebol (CBB), professor e ex-técnico da
> seleção, José Medalha. Este é o quarto item do decálogo de compromissos
> assumidos por Medalha desde 2003, que ainda pensa em estender a liga
> profissional para a categoria feminina.
>
> Segundo o professor Medalha, esta é uma das maneiras de modernizar e 
> evoluir o
> basquetebol de alto rendimento. "As ligas profissionais, já consagradas em
> outros países, são o modelo eficaz para se estabelecer o verdadeiro
> profissionalismo no esporte, até para conquistar uma vaga nas Olimpíadas 
> de
> 2008", destaca.
> Para ele, somente a Liga pode mudar a relação do esporte no País. "A 
> realização
> de competições, programação de atividades, controle e gerenciamento de 
> todo o
> complexo organizacional envolvido no seio dessas equipes, com atletas,
> comissões técnicas, profissionais de apoio, de marketing, exigem um modelo
> estrutural diferente do que obedecido nos últimos vinte anos, isento de
> paixões, regionalismo, nepotismo, revanchismo e até mesmo de um puro
> amadorismo", explica.
> Os países mais bem organizados, ou os que têm obtido melhores resultados
> internacionais, principalmente no masculino, já encontraram nas Ligas
> Profissionais esse modelo capaz de garantir a sobrevivência e evolução das
> equipes e da modalidade.
> De acordo com Medalha, a CBB não tem a missão de dirigir e organizar
> campeonatos. "Em razão do grande número de atribuições e da natureza de 
> sua
> constituição como entidade, da extensão do País e do próprio papel de
> fomentadora e implementadora de políticas do esporte, não cabia à CBB 
> dirigir e
> organizar competições entre profissionais, como tem feito, deixando de 
> cumprir
> com as suas próprias finalidades de origem", afirma.
> Medalha, que foi técnico da seleção masculina e conhece a realidade do 
> esporte,
> diz que o profissionalismo existente é falso. "Temos no Brasil um
> profissionalismo de mentira, em que atletas recebem salários, mas muitos 
> "por
> fora", ou sem garantia de contratos ou registros. Clubes pagam atletas, 
> mas não
> têm direito federativo expresso conforme trato e destrato profissional 
> entre as
> partes. Contratos de TV são assinados, mas os principais artistas do 
> espetáculo
> deles não se beneficiam. Transparência e prestação de contas não existem, 
> enfim,
> uma série de irregularidades são conhecidas e perduram a persistir o atual
> modelo", lamenta.
>
> Informações para imprensa:
> Realce Comunicação - Tel.: (13) 3012-0803 / (13) 9105-8091 / (13) 
> 9706-2711
> Ana Paula de Oliveira Oliva - MTB 31.766
> Rafael Oliva - MTB 33.275
>
>
>
>
> Esta mensagem foi verificada pelo E-mail Protegido Terra.
> Scan engine: McAfee VirusScan / Atualizado em 18/03/2005 / Versão: 
> 4.4.00 - Dat 4450
> Proteja o seu e-mail Terra: http://mail.terra.com.br/
> 
-------------- Próxima Parte ----------
Um anexo não texto foi limpo...
Nome  : Ligas profissionais integram.doc
Tipo  : application/msword
Tam   : 22528 bytes
Descr.: não disponível
Url   : http://listas.cev.org.br/pipermail/cevbasq/attachments/20050320/b8b8dc26/Ligasprofissionaisintegram.doc


Mais detalhes sobre a lista de discussão cevbasq

© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.