EDITORIAL - BASQUETE DE BRASILIA ESTÁ DE LUTO

To: <"Undisclosed-Recipient:;"@pavuna.terra.com.br>
Subject: EDITORIAL - BASQUETE DE BRASILIA ESTÁ DE LUTO
From: "Alcir Magalhaes Filho" <alcirmf@xxxxxxxxxxxx>
Date: Sat, 15 Feb 2003 09:08:40 -0300

WORKSHOP
Mais uma noticia péssima para o basquete não somente de Brasília, mais do 
Brasil, a possível saída da equipe do Gama do campeonato da cidade de 2003 e os 
atrasos de salário, que rondam as equipes sejam elas grande ou pequenas. 
Entretanto o patrocinador da equipe Sr.Paulo Goyaz informa na imprensa local: " 
Mas há uma boa notícia: Goyaz afirmou que o passivo de 2002 com atletas e 
dirigentes deve ser regularizado esta semana."
O que temos escutado foi que o Sr. Paulo Goyaz bancou o time no ano de 2002com 
recursos próprios para que o projeto não morresse antes da copa centro-oeste e 
também em respeito aos atletas, mais hão de convir que nos tempos atuais fica 
difícil uma pessoa física bancar uma equipe.
Eu fico me perguntando as vezes, Como pode o basquete Brasileiro ir bem como 
diz a CBB se constantemente lemos na mídia clubes desfazendo suas equipes, 
clubes deixando de participar de campeonatos importantes, enfim uma série de 
outras coisas que não convém nem mencionar, será que estou com uma visão míope 
do que esta acontecendo??? ou estou sendo aquele otimista bem informado que 
muitos chamam de pessimistas. 
Cada vez que leio uma noticias destas sobre o basquete, fico mais convicto que 
o produto basquete não é atrativo para as empresas aliarem seu nome a ele, haja 
visto o temos lido nos diversos segmentos da imprensa.
Durante estes anos venho acompanhando o esforço dos dirigentes do Gama para 
manter este time, cujo o grande mentor dessa equipe de basquete do Gamafoi um 
ex-atleta Flavio Raupp, certamente ao ler a notícia abaixo deve estar sentindo 
uma profunda tristeza, mais por outro lado sabe que fica difícil manter uma 
equipe sem patrocinadores, ainda mais se ela não estiver no Brasileiro, isto 
sem contar que hoje quem investe, se cerca de todoo cuidado, informações sobre 
o produto que vai investir e diante do marketing negativo que vemos sobre o 
basquete fica difícil encontrar parceiros para qualquer projeto de basquete..
O basquete da cidade alem de sonhar durante estes anos todos, teve no fundodo 
seu coração a esperança de Brasília ganhar uma vaga este ano de 2003, como 
Minas ganhou mais uma, Goiás a sua, esperávamos que a capital do país fosse 
contemplada, pelo trabalho que vem fazendo durante anos nas categorias de base 
e pelo numero de atletas que formou para o país, ou seja agregou valores 
substanciais ao esporte basquete a nível regional e nacional, entretanto o 
pesadelo e a decepção vieram o rápido com a notícia de que a cidade não teria 
vaga a tão sonhada vaga .
Muitos me perguntam pq a capital do país não tem uma equipe no Brasileiro, 
tenho explicado que primeiro durante anos Brasília sofreu a discriminação por 
parte da CBB , em virtude do antigo Presidente da FBB- extinta , não ter votado 
no Sr.Grego, de conhecimento publico não estou aqui fazendo qualquer revelação 
bombástica e segundo pq Brasília é umacidade administrativa e não possui um 
grande numero de industrias para investir no esporte como existe em SP, muitos 
pensam que é fácil, que é somente irmos ao governo e pedir verba, por estarmos 
perto do centro nervoso do poder, existem leis que não permitem o governo 
liberar verbas para patrocínios com a facilidade que todos pensam e para 
entidades privadas ..
Brasília que já tinha poucos clubes se não me engano 6 ( Apcef, Gama,Coc-Inei, 
Apab, Vizinhança e Universo), se realmente o Gama desfazer a equipe, certamente 
haverá um esvaziamento do basquete na cidade , até pqalguns clubes tradicionais 
no basquete estão começando a investir no vôlei, enquanto o basquete sempre foi 
um esporte tradicional na cidade até hoje não teve vaga no brasileiro o Vôlei 
já colocou duas equipes duas (masculino e feminino) e futsal.
Somente nos resta torcer para Universo investir como vem fazendo em Uberlândia 
e Goiás e quem sabe termos uma equipe no Campeonato Brasileiro.
Caso o Gama realmente deixe o basquete, talvez tenhamos um dos campeonatos mais 
fracos dos últimos tempos , deixaremos de ver clássicos tradicionais na cidade 
como APCEF X GAMA, GAMA X UNIVERSO , que fizeram com que o publico voltasse aos 
ginásios.
Vejo nisto tudo uma outra conseqüência muito grave, talvez aposente 
prematuramente uma safra de bons jogadores aos 22 / 23 anos .
Simplesmente lamentável, vamos ver o que a CBB vai fazer para tentar salvar o 
basquete candango, a Secretária de Esportes de Brasília e o próprio Ministério 
dos Esportes .
Atenciosamente ,
Alcir Magalhães Filho 
Gama na berlinda
O destino do basquete do Gama em 2003 será projetado na próxima segunda, em 
reunião entre o gerente de basquete Diógenes Morais, o técnico José Carlos 
Vidal e o advogado e principal patrocinador do time, Paulo Goyaz. Por enquanto, 
o campeão da Copa Centro-Oeste corre atrás de um mecenas. Ao mesmo tempo, a 
comissão técnica sabe que, para conquistar o torneio local, precisa investir 
para superar o Universo. Mas há uma boa notícia: Goyaz afirmou que o passivo de 
2002 com atletas e dirigentes deve ser regularizado esta semana.
Fonte: JORNAL DE BRASÍLIA 
[As partes desta mensagem que não continham texto foram removidas]
<Anterior em Tópico] Tópico Atual [Próximo em Tópico>
  • EDITORIAL - BASQUETE DE BRASILIA ESTÁ DE LUTO , Alcir Magalhaes Filho <=

© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.