Re: Indignação chega aos ginásios cariocas

To: Diário do Basquete <diariodobasquete@xxxxxxxxxxx>
Subject: Re: Indignação chega aos ginásios cariocas
From: "Alcir Magalhaes Filho" <alcirmf@xxxxxxxxxxxx>
Date: Mon, 10 Feb 2003 21:47:30 -0300

WORKSHOP
Conforme artigo que escrevi e divulguei em vários sites, o que aconteceu no 
ultimo jogo entre o Flamengo x COC é o reflexo da rejeição da comunidade do 
basquete em relação a forma de administração da CBB mostrada na ultima pesquisa 
efetuada pelo Diário do Basquete .
No meu entendimento é preocupante pq esta chegando aos ginásios e de uma forma 
não muito adequada para o esporte , ou seja através de agressões verbais ao 
dirigente Maximo do basquete brasileiro .
Se isto virar moda nos ginásios será extremamente desgastante para a imagem do 
basquete brasileiro, ou seja, o presidente da CBB não poder comparecer aos 
ginásios por não ter segurança ou evitar constrangimentos, é realmente triste.
Avaliando friamente os fatos mencionados no e-mail abaixo, realmente achoque o 
momento é de revisão dos critérios das arbitragens para evitarque venhamos 
assistir em um futuro próximo fatos lastimáveis de agressões , tornando o 
espetáculo em tragédia .
Gostaria de externar nestas poucas linhas, minha profunda tristeza diantedo 
cenário atual do basquete brasileiro, sinceramente não vejo ação nenhuma dos 
evolvidos no processo para mudar a situação,se considerarmos, que estamos em 
pleno ano de pré-olímpico .
No meu modo de entender o momento deveria ser de serenidade, tranqüilidade , 
determinação e muito trabalho para classificar o Basquete do Brasil para as 
olimpíadas de Atenas e o momento me parece de turbulência.
Fica aqui um pedido vamos nos unir em torno do basquete brasileiro pq se ele 
ficar de fora, não será que temos uma parcela de culpa, por menor que seja, 
deixo para reflexão de todos que participam desta lista de discussão e também 
uma pergunta o que cada um de nós pode fazer para ajudar mudar o cenário atual 
???
Atenciosamente ,
Alcir Magalhães Filho 
----- Original Message ----- 
From: Diário do Basquete 
To: diariodobasquete@xxxxxxxxxxxxxxxxxx 
Sent: Monday, February 10, 2003 2:45 AM
Subject: Indignação chega aos ginásios cariocas
Hoje assisti Flamengo e Ribeirão numa manhã de sol para ir à praia,mas o 
basquete vem em primeiro lugar. 
O jogo foi bastante disputado e a determinação e raça dos jogadoresdo Flamengo 
foram presenteadas com uma bela vitória diante do campeão paulista. Os 
destaques da partida foram Oscar, Alexey e Rodrigo Bahia, mas o time apesar de 
algumas deficiências no geral foi bem. Os armadores da equipe devem estar 
tirando o sono do técnico Miguel Angelo, mas ainda tem tempo para se 
recuperarem.
Por outro lado, o marketing negativo do espetáculo ficou por conta de alguns 
torcedores indignados com a péssima arbitragem, conforme destacado pelo 
repórter Eduardo Vieira (Jornal dos Sports/RJ) "Nem os erros da arbitragem 
atrapalharam o Flamengo" (a íntegra da reportagem está disponível no Blog 
Diário do Basquete). Ressaltei o marketing negativo pois a ira dos torcedores 
não se restringe mais a xingar o juiz, e sim falar coisas que normalmente 
poucos teriam conhecimento, por exemplo: um torcedor gritou: "Onde está o 
Grego? Foi embora no intervalo porque? Não queria ver o vexame do time que paga 
as suas contas. (referiu-se ao patrocinador da equipe de Ribeirão, que é o 
mesmo da CBB). Outro foi mais enfático: "Osárbitros não podem apitar contra o 
time de Ribeirão porque é o patrocinador da equipe que paga o seu salário". A 
que ponto chegamos!!! 
Os absurdos na arbitragem do jogo foram para ambos os times, mas a quantidade 
de faltas não marcadas contra o Ribeirão era gritante. Tanto é verdade que os 
pivôs Lucas e Márcio conseguiram jogar quase o último quarto todo com quatro 
faltas, apenas sendo eliminados nos segundos finais por motivo daquelas 
famigeradas faltas que o time em desvantagem utilizam-separa não deixar o tempo 
correr. Além isso, o critério na aplicação das faltas técnicas. Foram quatro em 
cima dos jogadores do Flamengo e nenhuma no Ribeirão/COC. Os erros da 
arbitragem foram motivos de críticas de todos que estavam no ginásio. Imagine 
se o Flamengo tivesse perdido.
Cumpre ressaltar que mesmo o presidente da CBB tendo ido embora no intervalo, 
ficou representado no ginásio pela seu assessor, Carlos Nunes, que da 
arquibancada ouvia todas as indignações. 
Dessa forma, deixo aqui algumas indagações para reflexão de cada um:
A) Será que o delegado vai relatar tudo que aconteceu no jogo? Afinal de contas 
ele é pago para isso.
B) Até quando o homem de preto que tem um apito na boca vai achar que ele é 
mais do que qualquer um?
C) O respeito entre árbitro, jogador e comissão técnica não deveria ser 
recíproco? 
Registre-se que recentemente o Blog fez uma pesquisa sobre a administração da 
CBB e o resultado foi: 
Excelente 6 - 5,52% 
Boa 2 - 1,83% 
Regular 16 - 14,68% 
Péssima 22 - 20,18% 
Enganadores 63 - 57,79% 
Total Votos: 109 - 100% 
Portanto, a avaliação diante do cenário atual e dos números da pesquisa acima, 
é de existência de um alto índice de rejeição quanto a forma de administração 
do basquete brasileiro pela CBB, 78 %, ou seja, 85 pessoas, avaliaram a 
administração da CBB entre péssima e enganadores. 
Estes índices de rejeição deve-se a abalada credibilidade da CBB junto aos 
vários segmentos dentro do basquete brasileiro, motivado por denúncias, 
desmanche de equipes, atraso em salários de atletas, os últimos resultados das 
Seleções Brasileiras, péssimas arbitragens, patrocinadores da CBB e etc... E 
agora, os torcedores nas arquibancadas dos ginásios cariocas.
Sem mais,
Bruno Lima
Administrador do Blog Diário do Basquete e 
Moderador do Grupo Diário do Basquete
------------------------------------------------------------------------------
Esta mensagem foi verificada pelo E-mail Protegido Terra.
Scan engine: VirusScan / Atualizado em 05/02/2003 / Versão: 1.3.13
Proteja o seu e-mail Terra: http://www.emailprotegido.terra.com.br/ 
[As partes desta mensagem que não continham texto foram removidas]
<Anterior em Tópico] Tópico Atual [Próximo em Tópico>
  • Re: Indignação chega aos ginásios cariocas, Alcir Magalhaes Filho <=

© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.