Na garra, Flamengo obtém a segunda vitória

To: <"Undisclosed-Recipient:;"@penha.terra.com.br>
Subject: Na garra, Flamengo obtém a segunda vitória
From: "Alcir Magalhaes Filho" <alcirmf@xxxxxxxxxxxx>
Date: Mon, 10 Feb 2003 19:50:44 -0300

WORKSHOP
Na garra, Flamengo obtém a segunda vitória
Sanny Bertoldo
Um duelo de campeões: de um lado, o Flamengo/Petrobras, campeão cariocado ano 
passado; do outro, o COC/Ribeirão Preto, bicampeão paulista. Emuma partida 
marcada por erros, nervosismo e uma atuação polêmica dosárbitros Luiz Carlos de 
Carvalho e José Augusto Piovesan, o time carioca venceu o paulista em casa, por 
99 a 96. Esta foi a segunda vitória da equipe rubro-negra e a segunda derrota 
consecutiva do COC. 
Em Bauru, o Vasco foi bem, bateu o Bauru por 101 a 81 e chegou ao oitavo lugar 
no Nacional (oito times passam à próxima fase). O cestinha foi o vascaíno 
Charles Byrd: 21 pontos. Em Uberlândia, o ACF/Campos perdeu parao 
Uberlândia/Unit, líder do campeonato, por 89 a 79. O cestinha foi Leandro, do 
Campos, com 23 pontos. 
Técnico do COC e da seleção elogia Oscar 
O Flamengo começou mal, errando arremessos e falhando na defesa, o que permitiu 
ao COC abrir oito pontos de vantagem no primeiro quarto. A vitóriasó foi 
garantida nos últimos segundos do jogo. 
- O time jogou com gana, com vibração. Ganhar ou perder faz parte do jogo, mas 
tem de honrar a camisa - disse o técnico Miguel Ângelo da Luz. 
Embora tenha discutido com os juízes durante a partida (no segundo quarto, 
Oscar e Alberto foram punidos com faltas técnicas), Miguel não falou sobre 
arbitragem: 
- Eu não vou ficar falando nada porque não quero ser punido. A única coisa que 
me interessa é poder fazer meu trabalho sem ser prejudicado. 
Para Oscar, o cestinha com 31 pontos, a vitória foi fundamental para o time 
começar a recuperação no torneio: 
- Ganhar do melhor time do Brasil é um orgulho. Jogamos com muita garra, mas 
ainda estamos errando demais, principalmente no início do jogo. Nãopode ser 
assim. 
Para Lula Ferreira, o técnico do COC/Ribeirão e da seleção brasileira, o jogo 
foi decidido nos detalhes: 
- Ganhou quem errou menos no final. A grande virtude do COC é a intensidade de 
jogo no ataque e na defesa, mas não estamos com a condição física ideal. E o 
Flamengo tem Oscar, que é de se tirar o chapéu. 
Renato, cestinha do COC (21 pontos), atribuiu a derrota ao desgaste físico e 
mental. 
- O cansaço é normal, já que não paramos ainda. Esperávamos um jogo muito 
difícil aqui - afirmou ele. 
Flamengo: Olivinha, Gema (14), Ricardinho (8), Brazolin (6) e Oscar (31). 
Entraram: Guto, Alberto (3), Alexey (15), Rodrigo (20), Marcelão (2) e 
Carlinhos. COC: Tiagão (17), Alex (19), Renato (21), Nezinho (17) e Márcio(6). 
Entraram: Arthur (7), Eric ( 5), Gilberto, Chico (2) e Lucas (2). 
Resultados: Ulbra 90 x 87 Franca; Universo/Minas 87 x 77 Winner/Limeira; 
Pinheiros 80 x 88 Universo/Ajax ; Mogi/UBC 73 x 83 Uniara/Araraquara; 
Bandeirante/Irmãos Zen 90 x 83 Habib's/Casa Branca. 
FONTE : JORNAL O GLOBO: 
Atenciosamente ,
Alcir Magalhães Filho 
[As partes desta mensagem que não continham texto foram removidas]
<Anterior em Tópico] Tópico Atual [Próximo em Tópico>
  • Na garra, Flamengo obtém a segunda vitória, Alcir Magalhaes Filho <=

© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.