[Cevbasq-L] [MktSports] Comitês_Olímpicos_do_Brasil_e_dos_EUA_selam_conv

Como veem o basquete esta fora desse acordo,leiam ou estou enganado ,
alguem sabe os motivos , quem souber por favor divulgue so quero entender.
Alcir
--- Benny Hakak <hakak@xxxxxxxxxxxxxxx> escreveu: >
> Comitês Olímpicos do Brasil e dos Estados Unidos
> selam convênio inédito de parceria
> O Brasil acaba de dar um grande passo rumo ao amplo
> desenvolvimento de alguns de seus principais
> esportes olímpicos e pan-americanos. Os Comitês
> Olímpicos do Brasil e dos Estados Unidos firmaram
> nesta terça-feira (15/05), um convênio de parceria
> inédito na história dos dois países. O acordo prevê
> o intercâmbio esportivo, inclusive com a utilização
> dos Centros Olímpicos nos Estados Unidos, para o
> treinamento de equipes e atletas brasileiros de 18
> modalidades, capacitação de treinadores, além de
> procedimentos e aspectos legais, assistência e
> desenvolvimento corporativo profissional, marketing,
> mídia e TV, cursos e publicações e controle de
> doping, entre outros.
> Além do presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, e
> da presidente do USOC, Sandra Baldwin, estiveram
> presentes à cerimônia de assinatura do convênio, no
> Rio de Janeiro, o presidente emérito do USOC,
> William Hybl, que é membro do COI, o diretor de
> relações internacionais do USOC, Hernando Madroñero,
> o ministro do Esporte e Turismo do Brasil, Carlos
> Melles, o secretário Nacional de Esportes, Lars
> Grael, e presidentes das confederações brasileiras.
> "Este é o primeiro convênio de parceria firmado na
> história do USOC com um Comitê Olímpico Nacional,
> pois até então os convênios eram apenas de
> cooperação", destacou Sandra Baldwin. O acordo
> fechado hoje é motivo de grande orgulho para nós
> brasileiros e pode ser entendido como mais um grande
> passo da evolução do esporte olímpico brasileiro",
> disse Carlos Arthur Nuzman.
> O contrato terá validade a partir desta terça
> (15/05), até 31 de dezembro de 2001. Caso nenhuma
> das partes notifique a outra por escrito seis meses
> antes do término do contrato sobre alterações a
> serem feitas ou cancele totalmente o contrato, o
> mesmo permanecerá em vigor por um período adicional
> de quatro anos. "É importante que tenhamos uma
> parceria de fato, que trabalhemos duro para orientar
> atletas e treinadores na direção do amplo
> desenvolvimento de suas potencialidades", afirmou
> Sandra Baldwin. "O Brasil é um dos países mais
> fortes em termos de esportes das Américas, por isso
> este acordo é muito importante para os Estados
> Unidos. Temos que fortalecer o continente americano
> como um todo para podermos disputar com igualdades
> de condições com os europeus, que já são bastante
> unidos", completou Sandra.
> Este convênio é o mais amplo já firmado pelo USOC
> com um Comitê Olímpico Nacional. As negociações
> entre Brasil e Estados Unidos foram iniciadas
> durante a Assembléia dos Comitês Olimpicos Nacionais
> - ACNO, em maio de 2000, no Rio de Janeiro, entre o
> presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, e o então
> presidente do USOC, William Hybl. "Este é um momento
> importante para os dois países. Estamos ansiosos
> para nos reunirmos com seus esportistas para dar
> início efetivo ao convênio", disse William Hybl,
> presidente emérito do USOC.
> O Convênio entre o COB e o USOC visa incrementar a
> cooperação no campo de esportes e aptidão física,
> com a intenção ainda de fortificar a relação
> amigável entre os esportistas dos dois países e
> promover o entendimento entre os povos brasileiro e
> americano. Com o acordo, ficou acertado que atletas
> de atletismo, natação, boxe, luta romana,
> levantamento de peso, futebol, vôlei, tiro com arco,
> remo, canoagem, caiaque, ciclismo, beisebol,
> ginástica artística, natação sincronizada, saltos
> ornamentais, softbol e triathlon do Brasil poderão
> utilizar os três centros de treinamentos operados
> pelos Estados Unidos (Colorado Springs Olympic
> Training Center, em Colorado Springs, Colorado; Lake
> Placid Olympic Training Center, em Lake Placid, New
> York, e o ARCO Olympic Training Center, em Chula
> Vista, Califórnia). "Ainda vamos estudar a inclusão
> de outros esportes com o decorrer do acordo. Nosso
> maior objetivo é a criação de equipes olímpicas
> permanentes", disse o presidente do COB. "Vamos nos
> ajudar onde for possível, não só naqueles esportes
> em que um de nós for muito forte. Mais do que
> recursos financeiros, precisamos é de conhecimentos
> técnicos em um acordo deste tipo", completou Sandra
> Baldwin.
> Ambos os Comitês apresentarão anualmente, em
> cooperação com suas federações esportivas nacionais,
> suas propostas para a troca de delegações esportivas
> e outros projetos dentro do convênio. Para o
> ministro do Esporte e Turismo, Carlos Melles , o
> acordo com o Comitê Olímpico dos Estados Unidos
> ajudará a trazer a organização necessária ao
> desenvolvimento do esporte nacional. "O Brasil tem
> um imenso potencial esportivo, o que nos falta é
> organização. Por tudo o que o Brasil representa no
> Hemisfério Sul e pelo que os Estados Unidos
> representam no Hemisfério Norte, tenho certeza de
> que o convênio será muito importante para os dois
> países", afirmou o ministro Melles.
> Quanto às candidaturas do Rio de Janeiro e de San
> Antonio, no Texas, para sede dos Jogos
> Pan-Americanos de 2007, Nuzman e Sandra Baldwin
> garantiram que a disputa não afetará a parceria.
> "Disputar candidaturas faz parte do processo de
> desenvolvimento e consolidação do esporte em um
> país", disse Nuzman.
>
> Fonte: COB
>
>
>
> -----------------------------------------
> Grupos.com.br - A vida acontece em grupos
>
ALCIR - SUPST
SUPST - A SUA SATISFAÇÃO É O NOSSO SUCESSO
<Anterior em Tópico] Tópico Atual [Próximo em Tópico>
  • [Cevbasq-L] [MktSports] Comitês_Olímpicos_do_Brasil_e_dos_EUA_selam_convênio_inédito_de_parceria_, alcir . magalhaes <=

© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.