[Cevbasq-L] ESTRANGEIROS NO BASQUETE BRASILEIRO UMA BOA IDEIA ?

To: <cevbasq-l@xxxxxxxxxx>
Subject: [Cevbasq-L] ESTRANGEIROS NO BASQUETE BRASILEIRO UMA BOA IDEIA ?
From: "Alcir Magalhaes" <alcirmf@xxxxxxxxxxxx>
Date: Sun, 13 May 2001 12:27:41 -0300

Caro Roese ,

Hoje pela manhã me ative  com mais  profundidade ao seu e-mail , não sei se os demais participantes dessa lista prestaram a atenção mais vc relata a mais pura  realidade da  situação do basquete    no país e preocupa ,pq  temos varios jovens com sonhos e niguem ,digo dirigentes vem alertando esses jovens para o estudo  é importante para que não vejam em suas vidas  reprises de filmes ,de  grandes atletas que hoje vivem no ostracismo e com dificuldades financeiras como a imprensa constantemente vem mostrando .

Diante disto tudo resolvi emitir alguns pontos de vista meu em relação ao seu e-mail:

 

Para quem estiver interessado,

Tenho recebido nestas ultimas semanas varios artigos, onde se levantaram algums questionamentos. 

Primeiro quanto a fazer do nosso basquete algo parecido com a NCAA.   A grande vantagem do basquete Universitario Americano e que quando o atleta acaba de jogar apos 4 anos, ele tem uma formacao academica.   E verdade que muitos deles nao se formam, mas pelo menos tiveram a oportunidade de faze-lo.  Mas mesmo que o atleta fique 4 a 5 anos sem receber dinheiro, recebeu algo (diploma) que vai dar o que comer para ele e sua familia para o resto da vida.  E como um amigo me disse uma vez, "Nao de um peixe para quem esta com fome, mas ensine ele a pescar". 

PONTO DE VISTA  : Concordo plenamente com vc , inclusive escrevi um e-mail não me recordo se para CBB ou para nossa lista ,sobre este assunto o nivel de instrução dentro do basquete , vc sabe melhor do que eu pq vivenciou o basquete em nosso país em grandes equipes e no universitario americano ,que a maioria dos  atletas de nosso país ,vem de classes sociais menos favorecidas e enxergam no esporte  a forma de uma ascensão socia e melhorarem as condições de vida de suas familias o que nem sempre acontece.Tenho escutado casos que me espantaram de atletas que até o juvenil foram bem quando chegam para o adulto a boca do funil é menor e somente passam aqueles que fazem a diferença e simplesmente o dirigente vira para ele diz o  trem chegou no fim da linha e nesse momento a cabeça de um menino de 18 ou 19 anos vai a mil , pq muitos se quer completaram o segundo grau isto estou sendo otimista e se vem obrigado a voltar a um lugar que não querem ,ai saem dos grandes centros e começam a perambular pelo Brasil jogando aqui e ali com salarios baixos e ai chega a idade de parar  ou mesmo jovens não conseguem clubes e ai tem que recomeçar a vida mais não tem condições de pagarem os estudos pq estão desempregados , ai vem o problema social enfem uma cadeia de erros que somente um é prejudicado o atleta ,por falta de orientação; 

 

Quanto aos marketeiros, la se vai um aviso.  Muitas universidades aqui gastam mais do que arrecadam com o esporte.  Se tirarmos as consideradas TOP SCHOOLS, a grande maioria pagam pelas suas proprias despesas.   Para se ter uma ideia, mesmo sem pagar salarios, uma equipe de Basquete pode custar valores altissimos.  Uma estrutura com uniformes, hospedagem, viagem, comida, bolsas de estudos, fisioterapeuta, seguro medico, livros, etc.....   Onde quero chegar?  Estao nossas universidades prontas para tudo isto?  Nao digo a Unisanta, Ulbra ou Unit, mas e as demais, e por quanto tempo?

PONTO DE VISTA : acho que podemos acrescentar a essas universidades , o COC , Mackenzie,o grupo Universo donos da UNIt , com times universitários em  outros estados ,como Ajax/Universo,Sporte Recife /Universo , Uneb de Brasilia que hoje já banca time na liga em dois esportes Volei e Futsal ,entrando agora no basquete , isto sem contar as universidades catolicas que tem condições para bancar um time e algumas do Rio como Castelo Branco que tem time de Basquete e outras ,agora para isto ser atraente precisa ter pessoas serias para coordenar esse projeto de Liga Universitária ,conhecer a realidade do esporte nacional e fazer algo compativel e não sonhos intangiveis.

Tres anos atras tive o prazer de participar do time de basquete na Ulbra, em Canoas.  Foi algo fantastico, tinha toda uma estrutura necessaria para se fazer algo parecido com os dos EUA.  Nao me considero entendido, mas o suficiente em julgar a Ulbra com os EUA, pois joguei por 5 anos basquete Universitario Americano.    Estava tudo indo bem, ate que devido a uma ma campanha na primeira Liga Nacional, o que ja se era esperado, a Ulbra resolveu descontinuar um trabalho que era para ser de 3 anos, no primeiro ano.  Mesmo que esta equipe tenha tido otimos resultados como Campeao Gaucha, Campeao da Copa Sul, e Vice-Campeao da Copa Brasil (isto devido a uma besteira minha nos ultimos segundos na final).   Onde queiro chegar?  Quero dizer que o nosso esporte esta na mao de poucos, e estes poucos sao os que tem que fazer algo.  Hoje as pessoas abrem e fecham times como uma facilidade.  Onde esta o Sirio cam! peao mundial?  E o Monte Libano?  Nao adianta tentar imitar algo onde a cultura e tradicao sao muito diferentes da realidade da que temos no nosso pais.  Vamos ser realistas e fazer o melhor com o que temos, e nao tentar copiar algo que nao esta na nossa realidade.   Nossos atletas na sua maioria nem terminaram o segundo grau.  Usar as universidades como um clube, tudo bem, mas nao tentar em se fazer uma liga universitaria como a NCAA.

PONTO DE VISTA : O caso da Ulbra é o caso especifico do exemplo como as empresas agem ,querendo retornos rapidos se possivel antes de investirem e todos nos sabemos que qualquer retorno exige investimento,outra coisa que assusta o empresario brasleiro é associar a sua marca a um produto de derrotas ,mais isto tudo é proveniente de uma falta de planejamento bem elaboradas com metas bem definidas , pq se isto fosse feito dessa forma saberiam  a partir de quando os retornos começariam a chegar e não teriam desistido no primeiro ano.

Quanto aos constantes fechamentos e aberturas de clubes provocando uma insegurança na maioria dos atletas , que ao final de cada temporada estão sempre na mesma sitação no FIO DA NAVALHA , voltamos querendo ou não na falta de planejamento e a falta de comprometimento com o esporte do país ,se não deu no primeiro ano resultado os clubes /empresas não param para pensar se deram a estrutura suficiente ,se deram condições ao tecnico ,comissão tecnica e atletas para trabalhar com tranquilidade ,se fizeram as contratações corretas ,acho que os clubes devem avaliar em função do seu orçamento de investimento em que categoria ficaram em um campeonato , top de linha ,no meio ou rabo da fila , muitos contratam um time para fim de fila e querem cobrar colocações top de linha como não conseguem tem que arrumar um culpado ,para justificar junto aos seus conselhos administrativos,a cidade onde estão e a torciada local e ai o que acontece começam as demissões e muitas vezes injustas , pq o empresario quer resultados as vezes não analisam se o investimento incial vai propiciar aquele resultado , rodamos e caimos na falta de planejamento ;

Quanto a cultura da  tradição em  nosso país é inexistente ,para vc ter uma ideia tirando um pequeno numero de clubes  que ainda investem nas categorias de base ,a maioria esta corre desse investimentos ,pq somente apresenta custo na visão deles e não traz o retorno financeiro para desapercebido  que o maior retorno disso tudo é a formação de novos atletas para representar o país ,certa vez em um campeonato brasileiro escutei um dirigente dizer venho para este campeonato vejo os melhores e levo pq tenho dinheiro para pagar ,deixa os estados menos favorecidos formarem para gente ,assim não investimos tanto nesse segmento ,investimos naquilo que traz retorno, minha impressão que o centros produtores de atletas ,começaram a se cansar de formar atletas para os grandes centros e talvez este seja hoje o grande problema da nossa renovação , pq vc forma e ao teminar um campeonato brasileiro vc perde todos os seus melhores atletas fica dificil isto é muito latente por exemplo em brasilia onde somente esse ano  sairam 8 para os diversos centros , inclusive acabando com alguns clubes de tradição aqui.

Concordo tambem quando vc diz que não adianta imitar até pq nossa realidade não a mesma dos paises de primeiro mundo e estamos muito longe ainda e vamos levar muito tempo para vermos essa realidade aqui ,para isso é somente fazermos um comparativo entre os executivos que dirigem o esporte aqui ,a politica de esportes de nosso  ,de forma global,em relação aos paises do primeiro mundo ,avaliarmos o investimento dos governos de primeiro mundo e o nosso,existe um hiato enorme ,ou seja outra realidade.

Mais uma coisa temos que concordar mas apesar de todas as dificuldades financeiras ,estruturais,organizacinais , nossos atletas são competentes pq mesmo assim trazem resultados expressivos para nossa realidade imagine o dia que tiverem estrutura ?

 

Quanto aos estrangeiros  , acho que nao vale nem a pena questionar.  Nao e a mesma coisa que questionar se as multinacionais sao boas para o nosso pais?  Se devemos bloquear as importacoes de certos produtos, etc...?   Nao adianta fechar as fronteiras e se isolar do resto do mundo.  Se os Americanos que estao vindo para o Brazil sao mau elementos ou mancos, o problema nao e deles, e sim de quem os contratam.  A culta e que muitos diretores de clubes ao inves de ir aos EUA, pedem para agentes ou amigos dar indicacoes.  O Americano de 2,10cm que era previsto, quando chega no aereoporto tem 1,94cm.  De quem e a culpa?  E a mesma coisa que questionar que atletas como Israel, Oscar, Paulinho Vilas-Boas estao tirando lugar de jogadores novos.  Se estes jogadores novos nao tem talento sufieciente para jogar, eles tem e que realmente ficar no banco e treinar mais.  Muitos anos atras atletas como Oscar e Marcel assumiram a selecao! com idades muito novas.  Ninguem deu lugar para eles, eles a conquistarao.  Nossa renovacao tem que ser conquistada e nao por motivo de idade, nacionalidade, etc....   Americanos como o Patherson, Alvin, Brent Merriot, Marc Brown sao otimos exemplos de atletas e pessoas.    Na minha epoca nao se tinha Sub...... disso, Sub....daquilo.  Ou voce estava pronto ou nao iria jogar.

PONTO DE VISTA :Quanto a este me permite discordar não é "fechar  fonteiras e se isolar do mundo " acho que temos que trazer sim , aquilo que vai nos agregar valores em qualquer segmento e  não disperdiçar recursos,   trazendo coisas que não vão agregar qualquer valor  ,gastando  dinheiro e depois vemos  que não serve mandamos  embora é nesse sentido que falo, pq a vinda de algo que faça a diferença somente vem ajudar o desenvolvimento de nosso esporte e do  nosso país.

Concordo quando vc diz que nãoé culpa dos estrangeiros a culpa está no meu entender ,nos dirigentes ,que na sua maioria são inesperientes  frente desse agenciadores de atletas e em determinados casos compram GATO POR LEBRE , uma coisa que parece moda é ter um estrangeiro no time ,será que o erro de trazemos determinados atletas estrangeiros para essa ou aquela posição não é pq não estamos formando atletas nessas posiçõs ?será que foi avalidado isso?aqui fica uma  interroração para quem possa acrescentar algo.

Quanto ao seu exemplo de varios jogadores antigos ainda estarem jogando em lugar dos novos e a culpa não ser deles  ,concordo , acho que os novos devam conseguir seu espaço mostrando competência e recebendo sem lutar , mais vc ha de concordar comigo que por mais que um jovem seja craque e vemos isto no nacional e nos campeonatos regionais ,vemos tecnicos pipocarem na hora de tirar um medalhão para arrixar a colocar um jovem talento ,o ser humano em si não gosta de correr risco e no mundo globalizado de hoje quem não correr risco esta fadado a ficar desempregado ,mais no basquete isto ainda não chegou a segurança ainda é preponderante pq o tecnico não põem em risco seu pescoço de perder o emprego ,até pq em nosso país muito poucos clubes estão em condições de pagar altos salarios que na maioria desses tecnicos recebem ese avaliar pelo lado humano social eles tem um pouco de razão até pelo país em que vivemos,onde   preservar a segurança do como esta ,significa estabilidade , para vc e sua familia .

Temos hoje jovens atletas ocupando seus espaços ,como é o caso do Leandrinho do Bauru,Valtinho ,Estavam e  Marcio de Franca , Marcelinho e Arnaldinho do Botafogo , Fulvio do Casa Branca ,Alirio do Mogi ,no time do COC tem uma serie de novos valores como Alex,Renato e Thiagão , esses são os que mais teem se destacado no cenário nacional no meio de atletas, como Tecnicos da nova geração  temos Guerrinha que vem fazendo um excelente trabalho , o Enio ,Nilo e muitos outros atletas e tecnicos que não estão nos nacinal e poderiam estar somando nas seleções da CBB.

Para que me conheça um pouco não vivo de basquete ,sou executivo de uma grande empresa de processamento de dados e trabalho na area de marketing institucional e motivação empresarial ,ou seja avalio com muita insenção pq ,avlio os fatos sem ser dessa ou daquela facção politica dentro do basquete alguem faz algo de bom sou o primeiro a elogiar e se fazem algo de errado critico e sugiro , pq o meu objetivo é sempre a agregação de valores em qualquer processo , sei que isto as vezes desagrad pq o ser humano ainda mais quando estar no poder não gosta de ouvir criticas e somente aquilo que eles querem ouvir que os puxsacos fazem bem elogios constantes seja em situação for.

O que se vem falando diariamente nas grandes empresas e a filosofia das empresas trabalharem como verdadeiros times ou seja todos participando,tenho escutado palestras de grandes executivos mostrando o sucesso desse trabalho pelo mundo todo e isto nasceu ai onde vc estar , um filme que mostra isso bem é  UM DOMINGO QUALQUER., onde eles pregam o trabalho em grupo sem corporativismo ,a satisfação dos empregados de trabalharem na empresa e os resultados exelentes que eles fazem com que aconteçam, a qualidade de vida desses empregados dentro da empresa e no lar e por ai vai.

Roese certa vez ouvindo um debate se não me engano na espn , sobre um país sediar uma olimpiada e um de seus participantes não me lembro o nome e já tinha ido a 4 ou 5 delas, disse em curtas palavras :UM PAÍS PARA SEDIAR UMA OLIMPIADA TEM QUE SER PRIMEIRO UMA NAÇÃO E INFELIZMENTE O BRASIL NÃO É " ai começou a falar aquilo que já sabemos , falta extrutura,politica de esporte ,planejamento ,vontade politica e por ai foi ,pela enfase que deu conclui que enm a geração dos meus netos irão ver o nosso país sediar uma olimpiada .

 

Quem acha que o volei e maravilhoso, analise novamente.  Quantas equipes de volei pagam bem os seus atletas?  Qual e o numero de times de volei em relacao ao basquete?   Televisao aberta ou fechada, quanto custa?

Vou ficando por aqui, como vemos temos muitas duvidas mas poucas respostas.  Mas quem podem tomar as devidas atitude que as tomem e logo.  O basquete esta precisando duma injecao de insulina rapida, e quero dizer muito rapida.

Boa sorte para todos, e espero nao ter ofendido ninguem.  E so uma opiniao de um fa e torcedor do basquete.


<Anterior em Tópico] Tópico Atual [Próximo em Tópico>
  • [Cevbasq-L] ESTRANGEIROS NO BASQUETE BRASILEIRO UMA BOA IDEIA ?, Alcir Magalhaes <=

© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.