RES: [CevAtlas] Google lanca planetario virtual

Timoteo timoteo em celafiscs.org.br
Segunda Setembro 3 12:37:52 BRT 2007


Olá Prof. Laercio!!

Você estará no evento da Motricidade Humana?? Qual horária você falará??
Você conseguiria alguma forma de apoio para colocarmos os computadores no
Simpósio com a Entrada do CEV!!
Um abraço
TIMOTEO

-----Mensagem original-----
De: cevatlas-bounces em listas.cev.org.br
[mailto:cevatlas-bounces em listas.cev.org.br] Em nome de Laercio Elias Pereira
Enviada em: sexta-feira, 31 de agosto de 2007 14:56
Para: Administradores de Listas do CEV; Pedagogia e Esporte; Educação Física
Escolar; Educação Física e Esporte; Professores de EF da FMU; PG EF Escolar
- 2007; Atlas do Esporte no Brasil
Assunto: [CevAtlas] Google lanca planetario virtual

Pessoal,
    Desde 2005 os professores de primeiro grau trataram de
turbinar o uso do Google earth nas escolas, demonstrando
que os muros tinham realmente acabado - em vez de ver
um mapa com o Rio Tocantins, fazer uma excursao subindo
o rio... - agora e' o Google Sky. Estamos no seculo XXI. Laercio.
........................
Data: Thu, 30 Aug 2007 13:19:44 -0300 (ART)
De:  "Rodney" <rodneyeloy em yahoo.com.br>
Assunto: [Pesquisa Mundi] Google lança planetário virtual

Jonathan Flides - BBC

 - Um novo programa que pode ser incorporado ao Google Earth,
o atlas virtual interativo da Google, permite que internautas observem
100 milhões de estrelas individualmente e 200 milhões de galáxias.

O objetivo do Google Sky é possibilitar que se observe constelações
de qualquer ponto da Terra, mesmo daqueles em que as estrelas, na
vida real, sejam praticamente invisíveis.

"O excesso de luz e a poluição do ar em alguns lugares é tão grave
que, ao olhar para o alto, só é possível ver poucas estrelas. Se isso
(o Google Sky) ajudar as pessoas a perceber o que estão perdendo,
será uma coisa supimpa", disse o astrônomo John Mason, da maior
associação de astrônomos amadores da Grã-Bretanha.

Entre os recursos opcionais do Google Sky estarão ferramentas para
criar animações dos ciclos lunares ou navegar pelas imagens do
Hubble, o telescópio espacial da Nasa (agência espacial americana).

"A idéia é virar o Google Earth de cabeça para baixo, ou seja, em
vez de usar as imagens da Terra, você pode usar o programa para
ver o céu", explicou à BBC o especialista em tecnologia geoespacial
da Google, Ed Parsons.

Os astrônomos internautas podem escolher qualquer área da Terra
da qual queiram observar o céu. Com um clique, o planeta vai girar e
as constelações vão estar orientadas de acordo com o ponto de vista
escolhido.

As imagens do sistema são fornecidas por seis instituições de pesquisa,
entre elas, o Consórcio Pesquisa Digital do Céu (DSSC, na sigla em inglês);
o Observatório Palomar, na Califórnia; e o Centro de Tecnologia
Astronômica da Grã-Bretanha.

Outros programas gratuitos, como o Stellarium, já podem transformar
o computador do internauta em um planetário. Há também versões
comerciais, como o Starry Night.

Em março do ano passado, a Google já se havia lançado ao espaço
com o Google Mars, que fornece imagens da superfície de Marte.

A empresa lançou também o Google Moon, que permite aos
internautas navegarem pelos locais de pouso das missões
Apollo, da Nasa.

http://www.estadao.com.br/tecnologia/not_tec39064,0.htm


[]'s
Rodney
www.pesquisamundi.tk

-- 
Laercio Elias Pereira
http://laerciocev.blogspot.com/
http://www.cev.org.br/grcev/laercio
Assista palestra do Prof Lamartine sobre o Atlas:
http://tv.cev.org.br/3fie/07.wmv

Conheça melhor o Atlas: "http://www.cev.org.br/br/biblioteca/faq_atlas.asp"
_______________________________________________
cevAtlas Adm: ailtonf em infonet.com.br 
SAIR DA LISTA & outras opcoes:
http://listas.cev.org.br/mailman/listinfo/cevatlas

E-mail classificado pelo Identificador de Spam Inteligente Terra.
Para alterar a categoria classificada, visite
http://mail.terra.com.br/cgi-bin/imail.cgi?+_u=celafiscs06&_l=1,1188832122.8
23582.12134.cadarga.hst.terra.com.br,7835,Des15,Des15






Mais detalhes sobre a lista de discussão cevAtlas

© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.