Informação

To: cevapef-l@xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Subject: Informação
From: Steinhilber <jiri@xxxxxxxxxxxxxx>
Date: Fri, 06 Feb 1998 10:22:42 -0200
Colegas apefianos
Diveresos companheiros profissionais de educação física tem se
manifestado a respeito de Estados onde as APEFs estão inoperantes ou até
mesmo desativadas.
Lembremo-nos de que as Associações de profissionais somos nós. Cada um
de nós faz parte, é parte integrante e fundamental da APEF. Se a mesma
não está à pleno vapor é porque não houve nenhum interessado em conduzir
o trabalho administrativo da mesma. É realmente uma questão de
mobilizarmos nossos colegas nas mais diversas regiões e promover
trabalho conjunto para que a entidade representativa da categoria
profissional atue de acordo com as aspirações de seus pares.
As APEFs e a FBAPEF tem envidado esforços em todos os aspectos
que interferem sobre a categforia profissional. Nesse sentido fizemos
gestão e providencias junto ao Conselho nacional de Educação e ao MEC
quanto a questão da formação superior dos profissionais de educação
Física. Com a promulgação da nova LDB deverão ocorrer adaptações. No
sentido de tentar valer nossos interesses, várias reuniões foram
promovidas com diretores de instituições superiores e missiva encaminha
aos órgãos competentes, visando anteciparmo-nos ao Conselho e ao MEC. O
objetivo é fornecer subsídios, levantar discussão e reflexão antes da
promulgaçào de qualquer norma a respeito. Temos defendido ser necessário
competência para intervir, apontar rumos, alternativas e saídas para
nossa profissão e não aguardar as normas e depois bradar, espenear,
elocubrar, questionar sobre o decidido.
Em relação a questão da obrigatoriedade da educação física escolar
informamos ser fundamental gestão junto aos governos estaduais e aos
Conselhos estaduais de Educação no sentido de que a obrigatoriedade
esteja expressamente incluída na grade curricular de todas as escolas,
públicas e particulares.
Tramita na Câmara dos Deputados, projeto de lei decretando modificação
no § 3º, do art. 26, da Lei n.º 9.394, de 20/12/96 (LDB), inserindo o
termo obrigatório. Temos esperanças de que desta vez os colegas que
defendiam não haver necessidade de expressar em lei a obrigatoriedade e,
quando houve (e há) ameaça da extinção da educação física escolar,
auxiliem no tramite do projeto. Certamento os colegas que tem
influências politico partidárias e ainda são contrários a essa posição,
tudo farão para impedir que, também, este projeto de lei seja aprovado.
Salvo melhor juízo estamos convictos de que a obrigatoriedade da
educação física escolar é defendida pela maioria expressiva da
categoria dos egressos das escolas de educação física.
Saudações apefianas
Jorge Steinhilber
<Anterior em Tópico] Tópico Atual [Próximo em Tópico>

© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.